No Grande Recife, calmaria e ruas vazias diante da crise dos combustíveis

Passageiros relatam que os ônibus estavam vazios, mesmo com a redução na frota, e que não enfrentaram retenções

Ruas com pouco movimento na área central do RecifeRuas com pouco movimento na área central do Recife - Foto: Arthur de Souza / Folha de Pernambuco

Em meio aos caos criado pelas manifestações de caminhoneiros contra a alta dos combustíveis, que bloqueiam importantes rodovias de diversos estados impedindo o escoamento de produtos variados e dos próprios combustíveis, passageiros do sistema de transporte público na Região Metropolitana do Recife relatam clima de tranquilidade nas ruas.

A calmaria causa estranhamento devido à redução de até 50% na frota de veículos em funcionamento autorizada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano. O que se esperava eram longas filas e dificuldades para conseguir se locomover pelas cidade, mas parte da população preferiu ficar em casa para evitar esse cenário.

A estudante universitária Samantha Oliveira, de 18 anos, conta que saiu de sua casa no bairro da Várzea, Zona Oeste, e chegou ao estágio, em Casa Amarela, na Zona Norte, uma hora antes do esperado. "O ônibus [CDU/Casa Amarela] chegou cinco minutos mais cedo que o normal e a quantidade de pessoas também estava tranquilo...acho também que uma parcela de gente estava com medo de sair de casa por conta dos boatos".

Leia também:
Crise dos combustíveis: Prefeituras suspendem serviços em PE
Caminhoneiros fecham mais de 20 trechos de rodovias federais em Pernambuco
Frota de ônibus na RMR pode ser reduzida até 50% fora de pico


"Estava tranquilo até demais para chegar no centro", relatou nas redes sociais o estudante Klisman Gama, de 22 anos, que se deslocou do Ibura, na Zona Sul, até o Bairro do Recife, área central da cidade, e disse ter percebido menos pessoas e veículos circulando pela cidade.

Veja também

Recusar a vacinação pode levar à demissão por justa causa? Saiba o que dizem os especialistas
Coronavírus

Recusar a vacinação pode levar à demissão por justa causa? Saiba o que dizem os especialistas

Nomeado de Biden a secretário de Estado apoia política de Trump na Venezuela
Política norte-americana

Nomeado de Biden a secretário de Estado apoia política de Trump na Venezuela