Novo normal

No Mercado de Afogados, comerciante adapta café para nova realidade de distanciamento social

Pensando nos clientes, o comerciante Marcelo José Barbosa realizou alterações naquilo que era rotineiro em seu estabelecimento

Adaptações feitas pelo comerciante buscam dar mais segurança aos clientesAdaptações feitas pelo comerciante buscam dar mais segurança aos clientes - Foto: Reprodução

Em tempos de pandemia, os cuidados, por mais simples que sejam, são fundamentais para garantir a saúde e proteger a si e aos outros. O uso de máscaras, o distanciamento social e a constante higienização das mãos, por exemplo, são medidas simples que ganharam outro significado por causa do novo coronavírus.

No Mercado de Afogados, na Zona Oeste do Recife, espaço que recebe muita gente todos os dias e gera grande interação social, os cuidados também são importantes e não podem ser deixados de lado. Pensando nos clientes, o comerciante Marcelo José Barbosa, proprietário do Café do Povo, realizou alterações naquilo que era rotineiro em seu estabelecimento para oferecer mais segurança e conforto a quem vai consumir no local.

 

"Eu fiz por conta própria minha restrição", diz o comerciante ao mostrar as mesas com divisórias feitas com placas de acrílico entre as cadeiras, ação para diminuir o contato entre os clientes. 

"A gente que é comerciante não pode pensar só em ganhar dinheiro, temos que pensar no cliente e na saúde dele", acrescenta Marcelo, ao lembrar da importância da figura do cliente para o seu negócio.

Outras medidas tomadas pelo comerciante incluem a troca de objetos compartilhados, como farinheiro e paliteiro, por embalagens descartáveis. "Queremos que o cliente esteja aqui sempre com a gente. Cada um fazendo seu, a gente passa por essa pandemia", finaliza Marcelo.

Veja vídeo:

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em tempos de pandemia, os cuidados, por mais simples que sejam, são fundamentais para garantir a saúde e proteger a si e aos outros. No Mercado de Afogados, na Zona Oeste do Recife, espaço que recebe muita gente todos os dias e gera grande interação social, os cuidados também são importantes e não podem ser deixados de lado. Pensando nos clientes, o comerciante Marcelo José Barbosa, proprietário do Café do Povo, realizou alterações naquilo que era rotineiro em seu estabelecimento para oferecer mais segurança e conforto a quem vai consumir no local. Confira a matéria completa no Portal #FolhaPE (link nos stories). #adaptações #pandemia #recife #coronavírus Vídeo: Csurb/PCR

A post shared by Folha de Pernambuco (@folhape) on Aug 7, 2020 at 4:39am PDT

Veja também

Terremoto de 6,9 graus atinge oceano Atlântico perto de Fernando de Noronha
Fernando de Noronha

Terremoto de 6,9 graus atinge oceano Atlântico perto de Fernando de Noronha

Trump promete vacinas para todos os americanos em abril e Europa aumenta restrições
Coronavírus

Trump promete vacinas para todos os americanos em abril e Europa aumenta restrições