No Recife, rua no bairro da Encruzilhada está tomada por transtornos

A pedido dos moradores, gestão municipal capinou e terraplanou a rua, mas quando passaram a máquina, quebraram os canos de abastecimento de água

Rua Joaquim Távora, no bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do RecifeRua Joaquim Távora, no bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife - Foto: Anderson Stevens

Em 29 de maio do ano passado, moradores da rua Joaquim Távora, no bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, fizeram um requerimento à Prefeitura do Recife em que pediam que, na via, fossem realizados serviços de implantação de canaleta de água pluvial, calçamento, varrição, capinação e pintura do meio-fio. Contou o morador Esequias Pierre que, pouco tempo depois, a gestão municipal capinou e terraplanou a rua. “Mas, como a rua é ‘na terra’, quando passaram a máquina, quebraram os canos de abastecimento de água. Então, não só não ajeitaram a rua, como nos deram prejuízo”, reclamou. Segundo Pierre, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi informada do incidente, contudo, foram os próprios moradores que consertaram os canos danificados.

Esequias Pierre vive na rua Joaquim Távora desde 2003 e lembra que a via nunca foi asfaltada. “Na chuva, tudo piora. O esgoto fica a céu aberto. De quatro anos para cá, o problema se agravou. Há pouco tempo, a rua alagou por causa da chuva e o caminhão de lixo ficou preso em uma ‘boca de lobo’ (tampa de proteção de bueiro)”, disse. Ainda segundo Esequias, as poças de água que se formam causam a proliferação de mosquitos e o local carece de um sistema galerias para o escoamento da água da chuva.

Mobilidade
Também morador da área, Roger Nunes afirma que a população ainda tem o receio de contrair leptospirose (doença transmitida pela urina do rato), já que a rua alaga completamente. “Eu, que moro no centro da rua, já fiquei ilhado. Pedi Uber, táxi e ninguém queria entrar. Então, além dessa questão da saúde, temos o problema de mobilidade”, disse.

Leia também:
Engorda das praias da RMR é prorrogada
Emaranhados de fios nas ruas do Recife estão com os dias contados


Procurada pela reportagem, a Autarquia de Urbanização do Recife (URB) explicou que apenas parte da rua Joaquim Távora é asfaltada (qualquer cidadão pode consultar no site Informações Geográficas do Recife), sendo um trecho com calçamento em paralelepípedo e outro em “leito natural”. “Sobre a demanda de pavimentação, a URB informou que não há projeto para execução da obra, mas que atua na captação de recursos para executar projetos do tipo em todo o Recife”, completou a nota.

Compesa
Procurada pela reportagem, a Compesa disse que “desconhece o vazamento mencionado pelo leitor” e que a busca na Central de Atendimento “não localizou qualquer registro de vazamento nessa rua, nem recente e nem antigo”. A Companhia solicita que os clientes comuniquem à empresa as questões relacionadas a seus serviços, como manutenção da rede de abastecimento (conserto de vazamento) e extravasamento de esgoto, pelo telefone 0800-081-0185. Para demais serviços e informações, o cliente deve ligar para 0800-081-0195.

Veja também

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU
Mundo

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus
Pandemia

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus