No Recife, voo da missão de Paz no Haiti é adiado

Os 240 homens formados embarcarão nesta quarta-feira (30) para integrar a Força de Paz das Nações Unidas, que atua no país há 12 anos

Paulo deverá anunciar o secretariado em dezembro, mas nomes já são especuladosPaulo deverá anunciar o secretariado em dezembro, mas nomes já são especulados - Foto: Humberto Pradeira

Duzentos e quarenta homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica realizaram nesta terça-feira (29) a cerimônia de encerramento do curso de preparação para integrar o 25° contingente brasileiro para a Força de Paz da Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti. O embarque aconteceria ainda nesta terça, mas, por motivos não revelados, o voo só acontecerá na quarta-feira (30). A cerimônia contou também com a presença de familiares dos militares, que se emocionaram ao se despedir dos filhos, maridos e pais que passarão seis meses no país caribenho.

O arcebispo militar do Brasil, dom Fernando Guimarães, proferiu uma benção e liderou a oração do Pai Nosso. Ele também lembrou o acidente envolvendo o time do Chapecoense ocorrido na noite da última segunda-feira (28), na Colômbia, e rogou a Deus pelas famílias das vítimas.

O comandante geral do exercito, General Artur Costa Moura, encorajou os homens durante o discurso e disse que "apesar da saudade, os familiares ficarão felizes ao ver os filhos retornarem do Haiti com um sonho realizado". Outros três embarques deverão ocorrer até a primeira semana de dezembro, e o numero de homens no contingente será de 990.

Quem também estava presente foi o ministro da Defesa, Raul Jungmann, que ressaltou a necessidade de apoio ao Haiti, lembrando do desastre causado pelo furacão Matthew. “Dá orgulho e dá reconhecimento. Esse é o 25º contingente. Nós estamos há 12 anos no Haiti assegurando a paz e a tranquilidade naquele país. Essa tropa que está saindo daqui é uma parte da que vai para lá, porque são 850 militares mais 120 da área de engenharia e de logística, porque todos sabem que o Haiti acaba de sofrer mais uma tragédia, que é o furacão Matthew”, comentou.

Veja também

Fenômeno raro, meteoro brilhante é visto no céu do Sertão de Pernambuco
Astronomia

Fenômeno raro, meteoro brilhante é visto no céu do Sertão de Pernambuco

Movimento tímido no primeiro de banho de mar liberado no Recife
Coronavírus

Movimento tímido no primeiro de banho de mar liberado no Recife