Noite violenta com um duplo e um triplo homicídio na RMR

Crimes aconteceram na noite do último domingo em Araçoiaba e no bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife

Departamento de Homicídios e Proteção à PessoaDepartamento de Homicídios e Proteção à Pessoa - Foto: Google Maps

A noite do último domingo (29) foi marcada por violência na Região Metropolitana do Recife. No último plantão de 24 horas do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram registrados 18 crimes - entre tentativas e homicídios. Em Araçoiaba, três pessoas foram assassinadas. Já em Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, duas pessoas foram mortas e outras duas foram baleadas.

Josafá Justino da Silva, de 17 anos, Danilo José da Silva, de 20 anos, e Genilson Cândido de Oliveira, de 18 anos, foram mortos nas terras do Engenho Canaã, em Araçoiaba. Eles estavam dentro de uma casa quando foram surpreendidos pelos criminosos. Outras três pessoas estavam dentro da residência, mas não foram atingidas.

O delegado João Felipe de Lima Furtado realizou as primeiras investigações. As prováveis motivações seriam dívidas com drogas ou vingança. O crime será investigado pela delegacia do município. Os corpos das três vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), no Recife.

Já em Dois Unidos, um casal foi assassinado e duas pessoas ficaram feridas na rua Guarajá. As vítimas haviam saído de uma festa e estavam dentro de um carro quando foram atingidas. Daniel Frutuoso de Farias, de 30 anos, e Carolina Gomes da Silva, de 18 anos, foram mortos.

As outras duas pessoas feridas foram socorridas para uma unidade de saúde. A polícia acredita que o alvo dos criminosos era Daniel, que era dono de uma loja de celular no Centro do Recife. A autoria e a motivação do crime ainda não foram informadas. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao IML. O estado de saúde dos feridos não foi informado.

Veja também

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres
Vacinação

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas
Vacinação

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas