Brumadinho logo após o desastre
Brumadinho logo após o desastreFoto: Divulgação/Fundaj

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), por meio do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg), monitora o avanço do derramamento de rejeitos em Brumadinho, Minas Gerais. O objetivo do monitoramento é vigiar seu deslocamento em direção à Bacia Hidrográfico do Rio São Francisco (BHSF).

O Cieg utiliza imagens do satélite francês Sentinel 2 neste monitoramento. As imagens possuem alta qualidade técnica, sendo possível identificar objetos com até 5 metros, além de disponibilizar registros da área atingida a cada cinco dias.

Leia também:
Novo presidente da Fundaj, Alfredo Bertini, toma posse
Balanço de tragédia em Brumadinho chega a 60 mortos
Mineração representa 60% da arrecadação de Brumadinho


A Bacia Hidrográfico do Rio São Francisco abrange cerca de 550 municípios, o que, segundo o IBGE, representa cerca de 7,5% do território nacional e onde habitam 9,6% da população brasileira.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: