Vistoria do percurso do Homem da Meia-Noite
Vistoria do percurso do Homem da Meia-NoiteFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A vistoria realizada na manhã desta segunda-feira (15) não aprovou o percurso do Homem da Meia-Noite, que percorre as ruas do Sítio Histórico de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, na madrugada de sábado para domingo de Carnaval. O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros (CB), Erick Aprígio, afirmou que as correções necessárias deverão ser apresentadas dentro do prazo.

"O percurso ainda não está autorizado. O Homem da Meia-Noite, junto à Prefeitura de Olinda, deverá apresentar os ajustes até o dia 30 de janeiro as alterações necessárias para a liberação ou não do trajeto", explicou Aprígio. "A avaliação foi feita e identificou a necessidade de correções de fiações elétricas por parte da Celpe".

Em nota enviada à redação da Folha de Pernambuco na tarde desta segunda, a Celpe informou que os fios encontrados ao longo do percurso traçado pelo Homem da Meia-Noite são de telecomunicações. "Portanto, de responsabilidade das operadoras de telecomunicações", diz a companhia de energia.

Leia também:
Homem da Meia-Noite homenageará o Galo da Madrugada no Carnaval 2018
Cadastro para ambulantes no Carnaval de Olinda começa nesta segunda


Erick Aprígio também apontou outro ponto que deverá ser alterado. "Encontramos desníveis e pontos de ambulantes que o controle urbano da Prefeitura de Olinda deverá regulamentar", completou.

"Existe um estreitamento de via natural no percurso no qual a fanfarra deverá parar de tocar para dar acesso aos foliões, que vai da rua da Boa Hora à rua dos Quatro Cantos. Isso é uma orientação nossa para o bloco. O percurso não está aprovado e correções deverão ser feitas em um espaço de cerca de três quilômetros até 30 de janeiro, o prazo máximo. Até este dia, iremos vir novamente fiscalizar se houveram as mudanças", finalizou Aprígio.

Participaram da fiscalização órgãos como Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Defesa Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), Polícia Científica, Secretaria de Trânsito, Companhia Independente de Apoio ao Turista (Ciatur) e Secretaria de Patrimônio e Cultura.

"Qualquer carro estacionado pode causar um estreitamento na via, que é a nossa grande preocupação. Qualquer fiação deve estar no mínimo a 4,5 metros de altura para poder dar segurança a quem vai ao desfile". Temos preocupação também com fiação, podas das árvores, qualquer desnível durante o percurso e instalação de camarotes em marquises e edificações tombadas e inutilizadas", completou o tenente-coronel.

O secretário de Meio Ambiente Urbano e Natural, André Botelho, falou sobre a importância da vistoria. "A Prefeitura faz todo o acompanhamento junto ao bloco. Fazemos exigências em relações à segurança, à energia elétrica, junto à Celpe e aos Bombeiros. Por isso, fazemos essa vistoria em conjunto entre a administração municipal e os órgãos", disse.

Homenagens aos 40 anos do Galo
Este ano, o calunga traz a temática "Gigantes" e homenageia os 40 anos do Galo da Madrugada, o maestro Carlos, que rege a orquestra há 20 anos, e o frevo pernambucano. O desfile acontecerá na madrugada do Sábado de Zé Pereira - que em 2018 será em 10 de fevereiro - para o domingo de Carnaval (11).

Vistoria do percurso do Homem da Meia-Noite
Vistoria do percurso do Homem da Meia-NoiteFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Vistoria do percurso do Homem da Meia-Noite
Vistoria do percurso do Homem da Meia-NoiteFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Vistoria do percurso do Homem da Meia-Noite
Vistoria do percurso do Homem da Meia-NoiteFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Vistoria do percurso do Homem da Meia-Noite
Vistoria do percurso do Homem da Meia-NoiteFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: