Camisinha
CamisinhaFoto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Durante o Carnaval do Recife, houve um aumento de 100% na procura por testes rápidos de detecção de HIV (o vírus da Aids). Segundo divulgou a Secretaria de Saúde do Recife, foram 1.466 pessoas (sendo 819 homens e 646 mulheres) que buscaram a testagem, dos quais 28 casos positivos de HIV foram detectados (25 do sexo masculino e 3 do sexo feminino).

Os foliões também realizaram, pela primeira vez, teste de sífilis. Foram identificados 156 casos positivos (80 do sexo feminino e 76 do sexo masculino). Os pontos de testagem funcionaram no Marco Zero do Recife e no bairro do Ibura, na Zona Sul da Cidade.

"Foi um Carnaval tranquilo com relação à oferta de serviços. A oferta foi maior que a do ano passado, com reforço de motolâncias. O número de atendimentos correu dentro da normalidade. Nós monitoramos o perfil de atendimentos, que foi muito semelhante ao de outros anos, destacando aqui as adolescentes e jovens mulheres que muitas vezes chegam ao atendimento por uso abusivo de álcool", disse o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia.

Ele disse que o número de pessoas procurando a testagem rápida de sífilis e HIV surpreendeu. "O trabalho de informação prévia da existência de pontos de testagem foi importante. As pessoas estão mais alertas e procuram o exame", continuou. Com relação à Aids, o objetivo é ter 90% das pessoas infectadas cientes dessa condição. Com relação à febre amarela, segundo Correia, não houve notificação.

Outros números
De 7 a 13 de fevereiro, o espaço Cuide-se distribuiu 43.200 camisinhas masculinas, 3 mil camisinhas femininas, 2.800 lubrificantes, 1.350 garrafas plásticas e 6 mil porta tudo.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: