Chuvas em Abreu e Lima
Chuvas em Abreu e LimaFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

No Bairro de Caetés II, em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife, a desolação de quem sobreviveu à tragédia se mistura com os esforços feitos pra recobrar o que a lama não tomou. Foram 5 vítimas - uma delas, Maria Eduarda, 21, estava grávida de oito meses. O corpo da jovem foi encontrado na madrugada desta quinta-feira.

“Eram pessoas sensacionais, a menina [Maria Eduarda] estava muito feliz. Já tinha feito até o chá de bebê”, disse Eunice da Silva, que mora em uma das casas atingidas. De acordo com Dona Eunice, como é conhecida, o corpo de uma das vítimas foi arrastado para o interior da casa dela. “Eram 3 horas da manhã quando ouvimos um grande estrondo. A partir daí, foi um barulho que parecia uma metralhadora”, falou a moradora de Caetés II.

Leia também:
'A perda é grande mas continuamos lutando', diz familiar de vítimas
Deslizamento de barreira deixa mortos em Abreu e Lima

Apesar do trauma causado pela tragédia, os vizinhos se juntam para ajudar os sobreviventes. “A gente só tem ideia de como a situação está de verdade quando a gente vem aqui ver”, disse Peronis Geroncio, 45, que está a mais de 12 horas ajudando a remover os móveis da casas atingidas.

Na Rua 93 do bairro Caetés I, localizada nas proximidades do local do acidente, a casa de Thaynná Santana, 22, foi interditada. “A gente só percebeu quando amanheceu e viu a rachadura que partiu o chão da casa”, disse a nutricionista, que mora com os pais e a irmã, que tiveram que se mudar para uma casa alugada. “Esses deslizamentos são constantes, mas nesse inverno foi muito pior”.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: