Reunião do Comitê de Monitoramento das Chuvas
Reunião do Comitê de Monitoramento das ChuvasFoto: Palácio do Campo das Princesas / Divulgação

O Comitê de Monitoramento de Chuvas, composto pelo Governador Paulo Câmara (PSB) e representantes do Corpo de Bombeiros, Secretarias da Casa Civil, Militar e Defesa Civil, se reuniu, na manhã desta quinta-feira (25), para tratar sobre os desastres ocorridos nessa quarta-feira (24), na Região Metropolitana do Recife e nas Zonas da Mata.

A reunião aconteceu de portas fechadas, no Palácio do Campos das Princesas, na área central da Capital. Segundo dados da Defesa Civil, em Barreiros, cerca de 518 famílias estão desabrigadas; 78 em Igarassu; 76 no Jaboatão dos Guararapes; 58 no Recife; e 50 no Paulista; ao todo, são mais de mil e duzentas pessoas desalojadas.

De acordo com o Secretário Executivo da Defesa Civil de Pernambuco, coronel Lamartine Barbosa, o esforço e dedicação da equipe durante os resgates e ações de monitoramento, nessa quarta-feira (24), são satisfatórios. “Avalio o trabalho como eficiente, porque tivemos uma pronta resposta dos Bombeiros e um trabalho para evitar o que chamamos de segundo desastre, ou seja, equipes trabalhando, as famílias sendo removidas e um desastre ocorrer por cima do desastre original”, afirmou.

Questionado sobre quais ações estão sendo realizadas para evitar outros desastres como este, o Secretário afirmou que o trabalho preventivo vem realizado antes de período chuvoso e que capacitações são constantemente realizadas.

“Através das oficinas de capacitação da Secretaria Executiva de Defesa Civil, os conhecimentos técnicos da Defesa Civil são levados às equipes municipais que fazem um trabalho preventivo. Um trabalho preventivo que acontece antes da quadra chuvosa - o período de abril a julho, na Região Metropolitana, Zona da Mata e Agreste. Antes desse período, as capacitações permitem que os técnicos saibam avaliar adequadamente as condições de risco e saibam monitorar às condições dessas comunidades localizadas em locais vulneráveis para que as famílias sejam alertadas com segurança, antes que aconteça os desastres”, ressaltou.

Leia também:
Passa de dez o número de mortos por causa das fortes chuvas desta quarta
Corpo de grávida vítima de deslizamento é encontrado em Abreu e Lima


Relembre o caso
O deslizamento de barreiras e enchentes, que tomaram conta e abalaram boa parte da Região Metropolitana do Recife, nessa quarta-feira (24), deixaram 12 pessoas mortas e mais de 1,2 mil desalojados. Além de diversos pontos de alagamento e deslizamentos. Entre os mortos, está um casal de idosos e uma grávida de 21 anos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: