Donald Trump
Donald TrumpFoto: Saul Loeb/AFP

O Congresso dos Estados Unidos deve aprovar nesta quarta-feira (25) um enorme pacote de estímulos econômicos para combater os impactos decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

O Senadores e autoridades do governo dos Estados Unidos chegaram a um acordo sobre um projeto de lei para implementar um pacote de US$ 2 trilhões. O Senado deve votar o pacote ainda nesta quarta, e a Câmara deve fazer o mesmo na sequência.

"Esse é um nível de investimento de tempos de guerra para nossa nação", disse o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, em discurso anunciando o pacto após dias de negociações entre parlamentares republicanos e democratas, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e outros assessores do presidente Donald Trump.

Leia também:
Trump pede o fim do confinamento por coronavírus nos EUA
Trump anuncia medidas contra coronavírus e volta a criticar China
Declaração de Trump cria corrida por hidroxicloroquina em farmácias de Washington


O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, chamou a medida de "maior pacote de resgate na histórica norte-americana", descrevendo-a como o "Plano Marshall" para hospitais e necessidades médicas, em referência ao programa financiado pelos EUA que ajudou a reconstruir a Europa após a Segunda Guerra Mundial.

O texto do acordo ainda não foi divulgado, mas McConnell disse que o pacote vai apressar o dinheiro para ajudar os norte-americanos a pagarem as contas durante as dispensas de emprego relacionadas ao surto, expandir o seguro-desemprego e fazer empréstimos emergenciais para pequenas empresas.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

veja também

comentários

comece o dia bem informado: