Exército chega ao local para da apoio no resgate,
Exército chega ao local para da apoio no resgate,Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) está apurando os dados técnicos do prédio que desabou na manhã desta segunda (10), em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Sabe-se que a construção começou em 2008 e que, no mesmo ano, aconteceu um sinistro por causa de um desabamento.

Na ocasião, a obra chegou a ser autuada por estar sendo conduzida sem um responsável técnico. Ainda não se sabe se a construção foi concluída com o acompanhamento de um engenheiro, como determina a legislação.

A Prefeitura de Garanhuns informou que os dois outros prédios do residencial (composto por três edifícios), que fica rua Capitão João Paes, no bairro Aluísio Pinto, estão interditado para vistorias. Cada prédio tem três pisos com dois apartamentos cada um.

Uma bebê recém nascida e a mãe dela foram resgatados com vida e levadas para o Hospital Dom Moura, também em Garanhuns. Elas devem receber alta em breve.

Segundo informações no local do acidente, ainda há duas pessoas soterradas - Antônio Arcoverde - esposo e pai das vítimas socorridas, servidor público, lotado na Procuradoria do município - e outro homem ainda identificado apenas Edval, que teria voltado ao imóvel para buscar documentos.

 O trabalho está sendo feito por equipes do Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Defesa Civil do município. Por volta das 16h, o Exército chegou ao local do acidente. Eles montam uma estrutura de apoio para continuar as buscas. A chuva que cai na cidade pode dificultar o resgate.

>> Leia mais:
Prédio desaba em Garanhuns e moradores são soterrados; bebê e mãe foram resgatados com vida
Mãe e bebê resgatados após desabamento de prédio em Garanhuns passam bem


Exército chega ao local para da apoio no resgate,
Exército chega ao local para da apoio no resgate,Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Pessoas acompanham buscas por sobreviventes nos escombros do prédio que desabou em Garanhuns (PE)
Pessoas acompanham buscas por sobreviventes nos escombros do prédio que desabou em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)
Buscas por vítimas que estão sob os escombros do prédio que caiu em Garanhuns (PE)Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Exército chega ao local para da apoio no resgate,
Exército chega ao local para da apoio no resgate,Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Exército chega ao local para da apoio no resgate,
Exército chega ao local para da apoio no resgate,Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco
Exército chega ao local para da apoio no resgate,
Exército chega ao local para da apoio no resgate,Foto: Anderson Stevens/ Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: