Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Trinta animais padecem sem os cuidados que demandam em um zoológico interditado há cinco anos pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) por maus tratos e falta de estrutura. O Melo Verçoza, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul do Estado, é tão impróprio que um muro cedeu e nunca foi consertado. Crianças chegaram a entrar no equipamento, que aparenta um grave abandono, e brincaram com a anta. Os abusos com os animais foram trazido à tona depois que um urso foi transferido dali para o Parque Estadual Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife. Na madrugada de ontem, três dias depois da mudança, ele morreu desnutrido e com infecção respiratória.

Paredes mofadas e infiltradas são comuns. No ponto mais afastado dos prédios, duas jaulas desabaram com o tempo. O jacaré de papo amarelo não consegue ficar de lado dentro do fosse de água parada. A área tem menos de dois metros. O leão que havia precisava de 12kg de carne fresca diariamente e chegava a comer apenas 4. Agora desativada, a área onde viviam outros macacos foi denunciada pela comunidade local, de Alto do Reservatório, como ponto de drogas, por ser isolado das vistas dos passantes e protegido pelas jaulas, mas ainda assim com acesso garantido, pessoas invadem a área livremente.

Inaugurado em 1950, o zoológico nunca recebeu licença ambiental do Ibama para funcionar por não estar de acordo com as normas do órgão federal. As sucessivas mortes foi o principal motivo que levou à promotora Vera Rejane Mendonça a instaurar inquérito civil em 2010, resultando na recomendação da reforma do espaço. A determinação não foi cumprida e nenhum prazo para a construção de um novo espaço foi dado. Assim, em 2012, o MPPE junto ao Ibama determinaram a interdição do zoológico e a realocação dos mais de cem animais que viviam no local na época. Mesmo sem estar aberto ao público há cinco anos, a morosidade em decidir o destino dos bichos perdura.



Foi nesse local que Bruno morou quase metade da sua vida, abandonado por um circo em 2004. Tinha idade aproximada de 25 e passou 13 anos confinado numa jaula precária. A veterinária responsável pelo zoológico, Otair Oliveira de Almeida, nega que o urso Bruno morreu por falta de assistência. Mas admite que o estado da construção não é o melhor. “Eu não vou dizer que aquele está dentro das normas”, admite. De acordo com o atual gestor do Parque Estadual Dois Irmãos, Walter Blossey, um exame de necrópsia, que deverá sair em até 15 dias, revelará a causa exata da morte do urso.

"Quando estava em Vitória, Bruno adquiriu uma sinusite que foi se agravando, levando a desenvolver uma infecção respiratória nos últimos três meses. Chegou aqui muito debilitado. Tentamos de tudo", lamenta. O tratamento ocorreu à base de antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos e suplementos vitamínicos. Caso houvesse melhora no quadro de saúde, Bruno seria encaminhado para um zoológico no Piauí.

De acordo a atual gestão da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes do município, que assumiu a administração do zoológico em janeiro, 59 animais ainda estavam no lugar. Desse quantitativo, só foi possível transferir 26 bichos, entre aves e jabutis, ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), na Guabiraba, Zona Norte do Recife. Apesar de atribuir o impasse à gestão anterior (já que a interdição ocorreu em 2012), a secretaria afirmou que "continua dando assistência necessária para o bem-estar dos animais até conseguir a transferência dos demais" e que os cuidados consistem em "higiene e alimentação de acordo com as necessidades de cada espécie". A equipe técnica, segundo a secretaria, é composta por uma veterinária, uma bióloga e seis tratadores. Todos capacitados, garante.

Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Zoo de Vitória de Santo Antão
Zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Parede de zoo de Vitória de Santo Antão
Parede de zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Zoo de Vitória de Santo Antão
Zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Zoo de Vitória de Santo Antão
Zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Zoo de Vitória de Santo Antão
Zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Animais em zoo de Vitória de Santo Antão
Animais em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Animal em zoo de Vitória de Santo Antão
Animal em zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Zoo de Vitória de Santo Antão
Zoo de Vitória de Santo AntãoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: