Joselito Kehrle
Joselito KehrleFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O presidente da câmara dos vereadores de Itambé, Zona da Mata Norte de Pernambuco, José Luis Targino de Moura, foi baleado e segurança dele, um ex-PM, morto durante atentado, na noite desta terça-feira (12). O motorista do vereador também foi baleado. Crime ocorreu em frente a uma funerária que pertence ao vereador.

A polícia acredita que crime tenha ligação com o envolvimento do segurança na execução do ativista e advogado Manoel Mattos. Na época da morte do advogado, as investigações da Polícia Federal apontaram que a arma usada para matar o advogado era de Cláudio Roberto Borges, 48 anos.

Leia também:
Operação mira em quadrilha que agia em Goiana, Jaboatão e Itambé
Polícia conclui que Caso Itambé foi homicídio
Itambé: Caso Edvaldo bem próximo do acordo


“É muito prematuro para a polícia se posicionar quanto a autoria e motivação, mas nós temos alguns elementos que estão sendo trabalhados”, informou o chefe da Polícia Civil, Joselito Kherle do Amaral. “O Claudinho, que era o segurança do vereador, foi morto de frente a funerária. Pelo local do crime, se pressupõe que ele não teve nem tempo de reagir, porque  morreu sentado, não conseguiu se defender”, destacou o delegado.

Segundo ele, os depoimentos do motorista e do vereador serão primordiais para apontar os direcionamentos da investigação. José Luis Targino de Moura fez uma drenagem no tórax esta manha e passa bem. O motorista recebeu alta médica ainda na noite da terça-feira (12).

veja também

comentários

comece o dia bem informado: