Maria Guedes, babá das crianças vítimas de acidente
Maria Guedes, babá das crianças vítimas de acidenteFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A babá das crianças vítimas de um grave acidente na noite do último domingo (26), na Zona Norte do Recife, esteve no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área Central da capital pernambucana, na manhã desta segunda-feira (27). Maria Guedes conversou com a reportagem e informou que trabalha para os pais de Marcelinha e Miguelzinho, como são conhecidos, há cerca de quatro anos.

Leia também
[Vídeo] Motorista que provocou acidente no Recife responderá por duplo homicídio
Acidente na Zona Norte mata duas mulheres e fere duas crianças


"Meus pequenos estão no leito de um hospital por conta de um irresponsável, um doido, um bruto, um bicho, um animal. Eu não sei nem o que faria se chegasse perto desse homem", comentou a babá, que acredita que está vivendo um pesadelo. "Não sei nem como peguei o ônibus hoje. A família é ótima, maravilhosa. Peguei Miguelzinho quando ele tinha 6 meses. Na época, Marcelinha ia fazer 2 anos. Quero acordar desse pesadelo", comentou a mulher.

Maria é a babá contratada pelo casal Miguel Arruda da Motta Silveira Filho, de 46 anos, que segue internado no Hospital Santa Joana, e Maria Emília Guimarães, 39 anos, que morreu no acidente. Ela explicou que a babá que morreu na colisão, Rosiane de Brito Souza, de 23 anos, trabalhava como folguista e estava gestante. "Eu moro em Sirinhaém. Às vezes, eu também trabalhava no final de semana. Eu ia trabalhar ontem, mas precisei resolver outras coisas. Rosiane trabalhava como folguista e estava grávida de três meses. Eu conhecia ela. Ela era ótima", comentou a funcionária.

A mulher informou que a família está desolada. "Ninguém esperava por isso. O Miguelzinho está pior e a Marcelinha está reagindo. Eu creio que o Miguelzinho vai reagir também", revelou, emocionada, a babá. O acidente aconteceu por volta das 19h30 no cruzamento da rua Cônego Barata com a avenida Conselheiro Rosa e Silva, no bairro da Tamarineira.

Imagens de câmeras de seguranças de um prédio registraram (veja abaixo) o momento em que o Ford Fusion de placas NMN-3336, que era conduzido pelo estudante de engenharia civil João Victor Ribeiro de Oliveira, de 25 anos, avança o sinal vermelho em alta velocidade e atinge a Toyota RAV4 em que estavam o advogado trabalhista e a esposa dele, que também era advogada. Os dois filhos do casal e a babá folguista também estavam no veículo.

O delegado Ricardo Silveira, responsável pelas investigações, autuou João Victor pelo duplo homicídio consumado com dolo eventual e três lesões gravíssimas, já que as vítimas permanecem internadas. O crime pode se agravar após laudo do Instituto Médico Legal (IML) comprovando a gravidez da babá. O responsável pelo acidente foi encaminhado para audiência de custódia. 




veja também

comentários

comece o dia bem informado: