Momento do velório de Maria Emília. Família pediu privacidade à Imprensa
Momento do velório de Maria Emília. Família pediu privacidade à ImprensaFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

A família das vítimas da colisão causada por um motorista alcoolizado na noite do último domingo (26), no bairro da Tamarineira, no Recife se pronunciou durante o sepultamento de Maria Emília Guimarães, 38, e de Miguel Arruda da Silveira Motta Neto, de 3 anos, na noite desta segunda (26), no Cemitério Morada da Paz. Uma prima das vítimas agradeceu orações e ajuda recebidos no hospital e no Instituto Médico Legal (IML). "Que todos sejam abençoados por Deus e que sejam privados de viver o que estamos vivendo", disse no pronunciamento.

Leia também:
Morre menino de 3 anos vítima de acidente na Tamarineira
Babá vítima de colisão na Tamarineira é sepultada em Aliança
Corpos de mulheres vítimas de acidente na Zona Norte serão sepultados nesta segunda
[Vídeo] Motorista que provocou acidente no Recife responderá por duplo homicídio
[Vídeo] Imagens mostram momento de acidente na Zona Norte do Recife
Acidente na Zona Norte mata duas mulheres e fere duas crianças


A família também explicou que o menino Miguelzinho, que iria completar 4 anos no próximo mês de dezembro, não teve morte cerebral, mas que chegou ao Hospital Santa Joana, no Recife, com traumatismo craniano grau 4 (variando de 0 a 15) e uma hemorragia abdominal, que não foi diagnosticada no início do atendimento. Apenas quando o menino foi submetido a transfusões e o volume de sangue não subia, a hemorragia foi descoberta. O menino foi submetido a procedimento cirúrgico para conter o sangramento, mas faleceu durante o procedimento. A família informou ainda que não houve doação dos órgãos do menino.

Sobre a menina Marcela, de 5 anos, a família disse que foi submetida a uma cirurgia no crânio na tarde desta segunda e que chegou ao hospital com traumatismo craniano grau 7 (também variando de 0 a 15). O procedimento, até o momento, foi bem sucedido, e a pressão intracraniana, ainda alta, está sendo monitorada. Também está internado no hospital o pai das crianças e o marido da advogada Maria Emília Guimarães, o advogado Miguel Arruda da Silveira Mota Filho, 46 anos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: