Representantes de órgãos estaduais e municipais ligados ao meio ambiente assinaram termo de cooperação nesta segunda (2)
Representantes de órgãos estaduais e municipais ligados ao meio ambiente assinaram termo de cooperação nesta segunda (2)Foto: Carlos Augusto/PCR

O desenvolvimento do plano de manejo das Unidades de Conservação da Natureza (UCNs) presentes no Recife ganhou reforço nesta segunda-feira (2) com a assinatura de um termo de cooperação técnica entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA) junto à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). A partir desse termo, os órgãos passarão a compartilhar dados, estudos e realizar trabalhos em conjunto com a SDSMA, ajudando no estabelecimento de diretrizes para uso das UCNs da Capital.

No Recife, atualmente existem 25 UCNs. Cinco delas esbarram em unidades estaduais -a de Beberibe, Dois Unidos, Dois Irmãos, Matas do Curado e Engenho Uchoa. Com esse termo de cooperação, espera-se uma integração de interesses dos órgãos ambientais do Estado e do município. A iniciativa irá durar dois anos e deverá servir de exemplo para outras cidades pernambucanas.

Leia também:
Unidade de Conservação marinha ganha reforço na sua proteção ambiental  
Nova unidade de conservação ambiental visa proteger mais de 80 mil hectares no Litoral Sul

“Dispomos de equipe própria, mas vamos contar com o know-how, os técnicos e os estudos que a CPRH e a Semas têm para produzir um trabalho muito melhor no Recife”, diz o secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, Bruno Schwambach. O gestor aponta que 40% do território da cidade são compostos de áreas de conservação, apelidadas de “maciços verdes”.

Prazo

O plano de manejo das UCNs é importante para definir melhor forma de utilizar os recursos naturais de uma área legalmente protegida, deixando claro o território de cada área e as regras para uso de solo. Até existem regras em vigor atualmente, mas precisam ser revistas até 2019 por força de lei.

Para ajudar nessa tarefa, a Prefeitura do Recife contratou temporariamente 12 profissionais, por meio de seleção simplificada, para ajudar na elaboração dos projetos. O trabalho do corpo técnico (tanto da equipe vinculada ao Estado quanto ao município) deve começar ainda neste mês de abril.

 

Representantes de órgãos estaduais e municipais ligados ao meio ambiente assinaram termo de cooperação nesta segunda (2)
Representantes de órgãos estaduais e municipais ligados ao meio ambiente assinaram termo de cooperação nesta segunda (2)Foto: Carlos Augusto/PCR
A Ilha do Zeca (foto) e o Parque dos Manguezais estão entre as UCs a serem estudadas. Nelas, a carcinicultura (criação de camarões em  viveiros) é a principal atividade econômica
A Ilha do Zeca (foto) e o Parque dos Manguezais estão entre as UCs a serem estudadas. Nelas, a carcinicultura (criação de camarões em viveiros) é a principal atividade econômicaFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: