Assassinato
AssassinatoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Implementado no ano de 2007, o Pacto Pela Vida (PPV) do Governo de Pernambuco surgiu com a intenção de reduzir a violência no Estado. Desde então, o número de homicídios tem caído. No ano de 2018, Pernambuco diminuiu o número de homicídios em 23,2% em relação ao ano de 2017. Foi a maior queda percentual de um ano para outro desde a implementação do PPV - ao todo, foram menos 1.261 mortes.

Os dados da Secretaria de Defesa Social foram apresentados pelo governador Paulo Câmara nesta terça-feira (14) em Caruaru, no Agreste. A região, inclusive, foi o destaque dos dados, apresentando o menor número de mortes violentas intencionais dos últimos quatro anos. De acordo com a SDS, o Agreste foi a região do Estado que mais sentiu a diminuição de casos de Crime Violentos Letais Intencionais: 31,08% a menos na comparação de 2017 para 2018, contando com um município - Salgadinho - sem registro algum de homicídio.

Ao todo, em relação à taxa de 100 mil habitantes de Pernambuco, houve um recuo de 24,1% nos Crimes Violentos Letais Intencionais de 2017 para 2018. Além de Fernando de Noronha e Salgadinho, foram seis municípios - a maioria no Interior - sem registro algum de homicídios: Brejinho, Calumbi, Quixaba, Santa Cruz e Serrita.

Contudo os números na capital ainda são altos. Recife registrou 600 casos de homicídio em 2018, em contrapartida foram 791 em 2017.

Leia também:
Pernambuco teve 6.244 casos confirmados de arboviroses em 2018

Feminicídios e estupros
O combate à violência contra a mulher no estado de Pernambuco gerou, no ano de 2018, o aumento no número de denúncias, o que indica que mais mulheres procuraram as delegacias para prestar queixa contra seus agressores. Ao todo foram 39.945 ocorrências.
No entanto, em relação ao crime de feminicídio, só houve diminuição de um caso do ano de 2017 para 2018. No ano passado, 75 mulheres foram mortas devido à sua condição de gênero. Além disso, houve uma alta de 6,28% nos crimes de estupro em Pernambuco.
Crime
Embora a taxa de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte, tenha refreado em 48,2% em relação a 2017, a maior motivação dos homicídios em Pernambuco tem ligação com atividades criminosas. Tráfico de drogas, acertos de contas e outras atividades delitivas foram as motivações de 67,83% dos crimes violentos intencionais ocorridos nesses 12 últimos meses. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: