Saída da DO de Camaragibe dos acusados do crime do caso do Parque Aquático Águas Finas
Saída da DO de Camaragibe dos acusados do crime do caso do Parque Aquático Águas FinasFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Foram presos preventivamente nesta quinta-feira (25) os quatro homens suspeitos de participação no assassinato do empresário Mário Cavalcanti Gouveia Filho, 79 anos, na madrugada da última terça-feira, no quilômetro 17 da Estrada de Aldeia.

O juiz Iarly José de Holanda determinou a prisão preventiva de Cícero Romão Henrique da Silva, Luciano Josuel de Santana, Leonardo Nascimento Silva e Rodrigo Gomes da Silva pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de armas de fogo de uso restrito. O juiz decidiu não enquadrar, por enquanto, os suspeitos pelo crime de latrocínio alegando aguardar outras provas e a conclusão das investigações realizadas pela Polícia Civil.

Leia também:
Dono de carro roubado usado em morte de empresário presta depoimento
Morre suspeito do assassinato de empresário em Aldeia


Três dos suspeitos foram encontrados na quarta-feira (24) em suas casas, em Chã de Cruz, em Paudalho, mesmo município do crime, e Rodrigo Gomes da Silva foi preso em uma chácara localizada no bairro de Passarinho, em Olinda.

Com Rodrigo, foi encontrada uma pistola .45, que pertencia à coleção de Mário. Também na chácara, foram achadas uma espingarda 12, uma metralhadora calibre 9mm, uma pistola 380 e um revólver 38, assim como veículo Golf prata, de placa PGL 8097, e 1,5 kg de maconha.

A audiência de custódia aconteceu na manhã desta quinta no Fórum de Nazaré da Mata, na Zona da Mata de Pernambuco. Os suspeitos seguem para Instituto de Medicina Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito, e posteriormente para o Centro de Triagem em Abreu e Lima (Cotel) onde ficam presos por tempo indeterminado.

O crime
O assassinato de Mário Cavalcanti Gouveia Filho, 79 anos, ocorreu por volta de 1h30 da madrugada da última terça-feira (23), quando um bando que seria formado por 15 a 20 homens invadiu o Parque Aquático Águas Finas, no quilômetro 17 da Estrada de Aldeia, em Paudalho, onde estava localizada a casa do empresário, dono do
estabelecimento.

Em duas Fiat Toro, o grupo invadiu o local e roubou nove armas que faziam parte da coleção pessoal de Mário, além de um baú. O empresário estava com dois cozinheiros e com a esposa no momento em que foi alvejado. Mário Gouveia Filho, que teria reagido ao assalto, ainda foi socorrido pelo piloto, que também morava numa casa na propriedade, e levado no helicóptero particular do empresário para o Hospital Português, no Recife, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 3h da madrugada da terça.

A ação, segundo informações da Polícia Militar de Pernambuco (PM), tinha o objetivo de levar uma coleção de armas da vítima, além de dinheiro. 

À noite do mesmo dia, um dos suspeitos do latrocínio (roubo seguido de morte) morreu após passar ser levado a hospitais, ferido à bala na perna e no abdômen.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: