Inaldo Sampaio
Inaldo SampaioFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O jornalista e colunista político Inaldo Sampaio faleceu aos 64 anos, no Recife. Inaldo, que assinou a coluna Fogo Cruzado na Folha de Pernambuco, morreu na madrugada desta segunda-feira (11). O velório será realizado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, onde será realizado também o enterro, às 17h.

Inaldo Sampaio lutava havia anos contra um câncer e, nesta madrugada, sofreu uma parada cardíaca, falecendo no Hospital Português.

Leia também:
Políticos e entidades lamentam morte do jornalista Inaldo Sampaio

Atualmente, Inaldo Sampaio era colunista político da rádio CBN Recife, assinava  coluna política no Diario de Pernambuco - o último texto, "Lula só não pode incendiar o país", foi publicada na edição desta segunda. O jornalista também atuava no Tribunal de Contas do Estado, onde ingressou em 1995.

Inaldo foi ainda comentarista político no Jornal do Commercio e no programa Bom dia Pernambuco, da Rede Globo. Também teve passagem pelo O Globo. Músico e irmão do também jornalista Ivanildo Sampaio, Inaldo deixa esposa, dois filhos e um neto.

Presidente do Grupo EQM - do qual a Folha de Pernambuco faz parte -, o empresário Eduardo de Queiroz Monteiro lamentou o falecimento de Inaldo Sampaio. "Inaldo Sampaio nos deixou, e um imenso deserto fica em nossos corações e mentes. Filho do amado Pajeú das Flores, terra dos poetas e cantadores excepcionais, que ele amava e valorizava, ele mesmo um poeta nas suas Colunas no Jornal do Comércio, na FolhaPE e no Diario de Pernambuco, mais recentemente", lamentou.

"Utilizava-se das mídias digitais, com competência e maestria, inserindo-se modernamente na nova realidade do jornalismo online. Conhecia, como ninguém, a geografia política do Estado, com relações honradas e republicanas com os entes políticos de Pernambuco. Deixa saudade e uma reputação de um homem honrado e correto, de bom filho, marido, pai e amigo fraterno da sua imensa legião de amigos e admiradores, entre os quais, modestamente, me incluo", continuou Eduardo.

Editora-chefe da Folha de Pernambuco, a jornalista Leusa Santos elogiou o trabalho do jornalista: "Inaldo sempre prezou pela coerência nas suas análises do cenário político do país. É um quadro que fará falta ao setor jornalístico".

Em seu perfil no Instagram, a colunista social da Folha de Pernambuco, Roberta Jungmann, lamentou a morte do colega: "Os mundos político e jornalístico sentirão um grande vazio. Eu o chamava da 'minha Bíblia' de prefeitos e sempre recorria a ele quando precisava me aprofundar nas questões políticas. Descanse em paz meu GRANDE MESTRE! SAUDADES ETERNAS!".

A colunista de política da Folha, Renata Bezerra de Melo, também expressou seus sentimentos. "O adeus a Inaldo Sampaio é das notícias difíceis e tristes de se dar. O jornalismo perde um personagem importante com quem tive oportunidade de estreitar a relação durante o período em que ele escreveu para Folha de Pernambuco. Sempre gentil no trato, com a pena afiada, Inaldo dedicou boa parte da vida à comunicação e tinha extensa bagagem na política. Ele deixa uma lacuna. Minha solidariedade à família, que encontre conforto".

O governador do Estado, Paulo Câmara, chamou Inaldo de "defensor intransigente da democracia". "Com profundo pesar recebi a noticia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Inaldo era um profundo conhecedor da política pernambucana e defensor intransigente da democracia. Do litoral ao sertão, nada escapava ao seu olhar preciso e marcante. Emprestou seu talento aos três principais jornais da capital, além de várias rádios e páginas da internet. Expresso minha solidariedade à família e aos amigos", disse.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, também emitiu seu pesar. "Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Ele cumpriu por muitos anos a missão de informar a população com correção e grande competência. Era um profundo conhecedor da política de Pernambuco e vai fazer muita falta. Aos tantos parentes e amigos, quero deixar meu abraço e sinceros pêsames".

veja também

comentários

comece o dia bem informado: