Pontal da Ilha de Itamaracá
Pontal da Ilha de ItamaracáFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Com 187 km de extensão, o litoral de Pernambuco tem locais praticamente intocados. Estes paraísos fora de rota propiciam aos visitantes uma experiência singular de contato com a natureza, diferentemente dos destinos mais procurados por turistas e moradores do Estado, onde há aglomeração de gente na alta estação, como em Porto de Galinhas. Pouco divulgados, estes espaços penam com baixos investimentos para que possam garantir a melhoria na infraestrutura e atrair mais visitantes.

A chegada do verão é uma boa oportunidade para conhecer estes locais. Um dos exemplos é a praia Pedra do Xaréu, entre Itapuama e Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho. Ela fica localizada a pouco mais de 40 km do Recife. Um dos trajetos mais rápidos até o local é pela via pedagiada Rota dos Coqueiros, que cobra tarifas de R$ 3,10 a R$ 55,80. Quem não quiser ter esse gasto extra pode pegar a BR 101 e em seguida a PE 028. Os dois trajetos chegam à PE 009, de onde se deve seguir pela rua Pedro José, que leva o visitante ao encontro com o mar.

Leia também:
Pátios do Centro são testemunhas da história do Recife
Felicidade: sentimento que precisa ser vivenciado a cada dia


Os conjuntos de rochas vulcânicas na areia branca ajudam a montar um cenário rústico e quase paradisíaco. Com água morna, a praia é dividida em áreas com diferentes propostas. De um lado corais e pedras formam uma série de piscinas naturais de águas claras próprias para o banho e ideal para crianças. É a parte que concentra um grande número de bares. Mais ao Sul, uma área sem bares e de mar aberto convida os banhistas mais aventureiros.

Foi neste ponto que em uma manhã ensolarada de quinta-feira, a professora de artes Camila Falcão e o tatuador Fernando Azevedo, ambos de 36 anos, aproveitaram o dia para comemorar quatro anos de casados na praia Pedra do Xaréu. Sentados na areia, eles apreciam a paisagem, enquanto relembram histórias vividas juntas. "A vista é linda demais. Temos contato com o mar e a mata, vemos borboletas voando por aqui.", disse a educadora. "A água cristalina é um charme a parte", acrescenta o tatuador.

Litoral Norte
No litoral norte pernambucano, Itamaracá alcançou seu auge turístico nos anos de 1980, fruto de seus potenciais naturais e culturais, mas há pelo menos uma década sofre um declínio na demanda. Ainda assim, a praia do Forte e a ilhota Coroa do Avião ainda se destacam e continuam atraindo visitantes. O que muitos não sabem, talvez pela dificuldade de acesso, é que ao norte da ilha as praias do Sossego e Enseada dos Golfinhos possuem um visual único e digno de filme.

Para chegar nesse pedaço do paraíso, é preciso percorrer quase dez quilômetros de terra batida após a PE 35. Facilmente estes dois lugares podem ser considerados uns dos mais bonitos da ilha. Neles é possível desfrutar das piscinas naturais que se formam entre os bancos de areia que surgem na maré baixa. A areia clara produz um belo contraste com as águas azul-esverdeado do mar, que é calmo e pouco profundo. Os coqueiros espaçados completam a composição da bela paisagem. Ambientes propícios para relaxar e se desligar da agitação e estresse.

No pequeno extremo norte de Itamaracá, outro cantinho especial passa despercebido por turistas e pernambucanos: o Pontal da Ilha. No local ocorre o encontro do oceano com o canal de Santa Cruz, onde se forma o manguezal. Do local é possível ver outras ilhotas e a praia de Atapuz, em Goiana, de onde saem balsas para o Pontal. Os sete sombreiros de palha fincados na areia branca e os coqueiros dão um tom bucólico e fazem do lugar quase uma pintura.

É nos finais de semana que o Pontal da Ilha recebe mais visitantes, principalmente os moradores de Atapuz. Mas foi em uma terça-feira que as amigas Angélica Bezerra, 27, Andressa Maria, 23, Estela Rodrigues, 26, e Jozivânia Maria, 29, resolveram ir até lá para aproveitar o dia de folga. "Se eu pudesse toda semana viria aqui. É um paraíso que poucas pessoas conhecem. Me sinto privilegiada por morar tão perto de um lugar como este", disse Estela.

No município vizinho, Goiana, outro lugar paradisíaco é a praia Barra de Catuama, localizada em frente a Ilha de Itamaracá. Composta por uma areia branca, recifes naturais e águas calmas, ela recebe o encontro do rio da Barra com o Itapessoca. Os barcos flutuantes tornam o ambiente colorido e alegre. O pescador Misael Pereira da Silva, 57, conta que além da beleza a tranquilidade torna o lugar especial. "Nasci, casei e criei meus filhos aqui. É desse mar que tiro meu sustento e não me vejo morando em outro local.

Ações
Por meio de nota, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE) disse que os litorais Sul e Norte do Estado frequentemente são alvos de ações de divulgação e marketing e publicidade, em parceria com os municípios das duas regiões. "A participação em feiras, com entrega de folheteria sobre os destinos, guias e ações diretas com operadores e agentes de viagens é um dos principais investimentos voltados a fortalecer a atração de turistas aos destinos", diz a nota.

O investimento em publicidade propriamente dita é outro foco, segundo o órgão. "No último dia 20, foi lançada a nova campanha de divulgação do Turismo do Estado, que circulará até15 de dezembro em televisão, rádios e mídia online de Pernambuco e nas principais praças emissoras de turistas para o Estado, a exemplo de São Paulo", acrescenta a nota.

Com relação especificamente ao Litoral Norte, o Governo do Estado estuda um projeto envolvendo a Coroa do Avião, em Igarassu, em parceria com a iniciativa privada. Está em desenvolvimento também, em parceria com a Ilha de Itamaracá, ação para o Forte Orange, equipamento que foi alvo de requalificação via Prodetur, com investimento de US$ 4.746.846,61. Esta ação está prevista para janeiro de 2020.

A gerente de Turismo do Cabo de Santo Agostinho, Tarciana Gusmão, disse que estão sendo realizadas ações em todas as praias do município. "Buscamos mostrar que o Cabo tem 24 quilômetros de orla e nove praias diferentes, cada uma com sua particularidade", disse. Segundo a gerente também estão sendo trabalhadas a promoção e divulgação destes destinos, junto a agências de turismo. "Tem ainda o Centro de Atendimento ao Turista para ser implantado e a sinalização turística em fase de finalização, esperando aprovação do Iphan e Fundarpe", falou.

No caso de Itamaracá, a violência foi um dos fatores que afastou os visitantes da Ilha, segundo o secretário de Turismo de Itamaracá, Bruno Reis. Para reverter esta situação ele informou que foi feita uma parceria com a Secretaria de Defesa Social (SDS) do Estado. "A Ilha saiu dos últimos lugares no quesito segurança e hoje está entre os melhores", falou. Além disso, foi feito um trabalho de mapeamento das áreas para divulgação. "Incentivamos a iniciativa privada para que se organizem e busquem montar um trade que funcione como no litoral sul", acrescentou.

Pontal da Ilha de Itamaracá
Pontal da Ilha de ItamaracáFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Pontal da Ilha de Itamaracá
Pontal da Ilha de ItamaracáFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Pontal da Ilha de Itamaracá
Pontal da Ilha de ItamaracáFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Praia Pedra do Xaréu
Praia Pedra do XaréuFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Camila Falcão e Fernando Azevedo comemoraram 4 anos de casados na praia Pedra do Xaréu
Camila Falcão e Fernando Azevedo comemoraram 4 anos de casados na praia Pedra do XaréuFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Praia do Sossego, em Itamaracá
Praia do Sossego, em ItamaracáFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Pescador Misael Pereira da Silva, 57, nasceu, casou e criou os filhos em Barra de Catuama
Pescador Misael Pereira da Silva, 57, nasceu, casou e criou os filhos em Barra de CatuamaFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: