Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, no Recife
Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, no RecifeFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Uma argentina sofreu uma tentativa de estupro no hostel em que estava hospedada no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na manhã desta quinta-feira (23). Ela morava no Brasil há sete anos, mas havia decidido se mudar para o país de origem nesse domingo (26), em decorrência da pandemia da Covid-19, e, até conseguir embarcar, se mudou para o hostel. O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Santo Amaro, no Centro do Recife.

A fotógrafa de 32 anos veio para o Brasil há sete anos, quando passou a morar no Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. Há um ano e meio, ela se mudou para a Praia de Maracaípe, Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. Após a pandemia do novo coronavírus, ela decidiu se mudar novamente para a Argentina, com viagem marcada para este domingo. Com o auxílio de amigos, decidiu se hospedar no Hostel Casa Feliz, em Boa Viagem, mesmo bairro do Aeroporto do Recife, o que facilitaria os trâmites para a volta ao país sul-americano.

Leia também:
João de Deus é condenado a 40 anos de prisão por estupro
Moradores esquartejam e queimam homem preso acusado de estupro no Amazonas


Ela chegou ao hostel na noite dessa quarta-feira (22) - no local, só estavam hospedados os donos e um outro hóspede. Por volta das 5h desta manhã, um homem arrombou a grade de um dos cômodos e forçou o ato sexual com a mulher, que reagiu e foi agredida. O hóspede foi defendê-la e conseguiu trancar o suspeito em outro quarto, que fugiu em seguida pela grade do cômodo.

A vítima acredita que o agressor planejou a tentativa de estupro. “Eu vi um homem antes me olhando pela janela. Ele me viu também. Primeiro, ele tentou entrar pela janela do banheiro que tem no meu quarto, mas não conseguiu. Não satisfeito, ele foi no outro quarto e puxou a grade da janela com cuidado, só que eu escutei o barulho”, contou. 

Ainda pela manhã, a fotógrafa prestou queixa e depoimento na Delegacia de Boa Viagem e foi encaminhada para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde realizou exame de corpo de delito. Logo após, foi encaminhada à Delegacia da Mulher e prestou outro depoimento. Segundo a repartição, serão realizadas buscas ao longo desta semana para procurar o suspeito nas redondezas do hostel.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: