Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

A manifestação pelo corte no orçamento no setor da educação anunciado pelo Governo Federal tomou as ruas do Recife. Iniciada na rua da Aurora, na Boa Vista, os manifestantes seguiram em direção ao Pátio do Carmo, no bairro de Santo Antônio.

Organizadores já estimam 25 mil pessoas no ato e, a todo momento, reforçam a necessidade de mobilização voltada para a construção de uma grande greve geral no dia 14 de junho.

O estudante de história Emerson Andrade, 22 anos, afirma que vem ao ato para marcar posição diante dos "ataques que a educação brasileira vem sofrendo". "Queremos mostrar que não somos coniventes com o que está acontecendo. Conhecimento é autonomia e sabemos a importância da educação e da ciência para a soberania e o futuro do país", afirmou.

Leia também:
Estudantes se mobilizam para sair em passeata no Centro do Recife
Ministro da Educação diz na Câmara que bloqueio de recursos é culpa de Dilma e Temer

A estudante Ananda da Silva Rocha estuda em um colégio particular de Olinda, no segundo ano do ensino médio, com o objetivo de ser aprovada em uma universidade pública no ano que vem. "Conversei muito com meus pais para ele me deixarem vir. Acho que é fundamental a mobilização não só pra quem está hoje na universidade, mas pra quem não tem condições de pagar uma faculdade privada", afirma a estudante de 16 anos.

Presente ao ato, o reitor da Universidade Federal de Pernambuco, Anísio Brasileiro, afirmou que os cortes inviabilizam o funcionamento da instituição. "Os contratos são feitos para o ano todo, então cinco meses depois do início das atividades não se pode simplesmente cortar 30% do orçamento", apontou.

A professora de educação básica Eva de Souza Alves atua na rede pública há 19 anos. "Eu atuo na rede municipal, não sou diretamente atingida pelos cortes, mas vejo o ato de hoje como um ato em defesa de toda a educação pública", aponta.

A partir das 18h, os manifestantes começaram a chegar ao ponto final do protesto, na Praça do Carmo mantendo as palavras de ordem contra os cortes na educação e o governo Bolsonaro que marcaram a realização de todo o protesto.


Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: