Passeata da greve pela educação
Passeata da greve pela educaçãoFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Após manifestações em todo o país, a UNE (União Nacional dos Estudantes) anunciou um novo dia de protestos contra os cortes na educação daqui a duas semanas.

Eles ocorrerão no próximo dia 30 de maio, uma quinta-feira.

"Precisamos mostrar para o Bolsonaro e para o Brasil a força dos estudantes e do povo", disse a presidente da entidade, Marianna Dias.

"É o início do gosto amargo que o Bolsonaro vai sentir", disse ela mais cedo, no início do ato na avenida Paulista, em São Paulo, organizado em conjunto com sindicatos de professores da rede pública, como a Apeoesp.

Leia também:
Ministro da Educação pergunta se deputados sabem o que é carteira de trabalho e causa confusão
Passeata contra cortes na educação toma o Centro do Recife  

"As pessoas sempre esperam que os jovens estejam na linha de frente."

Os protestos são uma resposta à decisão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que reduziu o orçamento das universidades federais e bloqueou bolsas de pesquisa.

Levantamento da Folha de S.Paulo baseado em relatos de leitores aponta a ocorrência de atos em ao menos 140 cidades de 24 estados e DF, além do Distrito Federal.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: