Em cerimônia, Governador Paulo Câmara dá detalhes do programa FormaSUS - PE.
Em cerimônia, Governador Paulo Câmara dá detalhes do programa FormaSUS - PE.Foto: Heloise Barreiro/ Portal Folha PE

O Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS - PE), do Governo de Pernambuco, abre inscrição, a partir desta quinta-feira (23), para 114 bolsas de estudos integrais em cursos de saúde em instituições privadas. O lançamento da sexta edição do programa foi feito na manhã desta quarta-feira (22) pelo governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. Das 114 bolsas, 12 delas para o curso de medicina.

As inscrições, que são gratuitas e vão até dia 12 de junho, são feitas através do site do programa. Podem concorrer alunos que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou que foram bolsistas em escolas privadas. A seleção é feita pela nota obtida no Enem 2019. Participam do programa 15 instituições de ensino superior, em seis municípios pernambucanos: Recife, Olinda, Nazaré da Mata, Belo Jardim, Caruaru e Vitória de Santo Antão.

Leia também:
Com aulões, passeios e palestras, começa a Semana do Bebê no Recife
Secretária de Saúde intensifica reta final de Campanha de Vacinação
Após registros de sarampo, Ministério da Saúde fará campanha de vacinação contra doença


O secretário estadual de Saúde, André Longo, espera que o programa dê retornos à sociedade. “A gente espera que esses alunos formados no FormaSUS possam retribuir o investimento trabalhando na rede estadual de saúde, contribuindo para que a gente possa dar uma melhor atendimento para a população que depende do Sistema Único de Saúde”.

Para o governador Paulo Câmara, o programa é importante na medida em que representa uma forma de ampliar os serviços no SUS. “A demanda na saúde é muito grande, a gente precisa ampliar o serviço, as restrições orçamentárias são enormes, e parcerias como essa ajudam a formar mais gente e, assim, temos condições de atender melhor a população”.

Até 2018, o programa, que foi lançado em 2013. formou 73 profissionais em cursos superior de saúde e 247 em formações técnicas. Um desses contemplados é Edmo Ferreira, que atualmente trabalha como técnico de radiologia no Hospital da Restauração, na região central do Recife. “Quando eu terminei o ensino médio, não tinha condições financeiras de iniciar um curso superior e esse era o meu sonho, especialmente na área de saúde. O programa tem que continuar e outros governos deveriam seguir esse mesmo modelo”, relata o técnico.

Também beneficiada pelo FormaSUS, Naiá de Miranda avalia o projeto como positivo. Cursando o último ano de medicina, Naiá faz internato no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira e pretende prestar a prova para residência em cirurgia geral no final do ano. “É muito importante para os alunos que não têm oportunidade de ingressar em uma faculdade particular da forma tradicional, e para aqueles que não tiveram as chances de entrar em universidades públicas”, afirma.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: