Estudantes que vão para o Ganhe o Mundo Técnico
Estudantes que vão para o Ganhe o Mundo TécnicoFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Programa Ganhe o Mundo (PGM), iniciativa do Governo de Pernambuco que oferece intercâmbio para estudantes de escolas públicas em países como Estados Unidos, Espanha e Alemanha, terá, a partir do próximo ano, uma modalidade para o nível técnico. Os 15 alunos contemplados vão viajar para o Reino Unido, novo destino oferecido pelo projeto.

O PGM Técnico beneficiará estudantes dos cursos de Administração, Desenvolvimento de Sistemas, Edificações, Jogos Digitais e Suporte e Manutenção de Rede. Os alunos embarcarão no dia 19 de janeiro para intercâmbio de 18 semanas na Bournemouth and Poole College (BPC), sediada nas cidades de Bournemouth e Poole, na Inglaterra. Com o Reino Unido, o programa passa a oferecer dez destinos.

Leia também:
Programa Ganhe o Mundo abre inscrições para cursos de línguas estrangeiras
Ganhe o Mundo: 37 estudantes embarcam para os EUA nesta quinta


"É importante buscar formas de avançar em um programa que já formou mais de 1.500 alunos que foram ao exterior. Agora é inserido um novo módulo com a expansão das escolas técnicas de Pernambuco", comentou o governador Paulo Câmara.

Segundo o secretário de Educação, Fred Amâncio, o foco da nova modalidade será o desenvolvimento profissional aliado ao estudo de novos idiomas. Também há uma expectativa de que sejam abertas vagas para outras instituições de ensino técnico no exterior. "Há cinco anos estudamos o Ganhe o Mundo Técnico e vimos que as escolas técnicas de outros países têm uma estrutura completamente diferente das nossas no Brasil. A gente teve que fazer uma adaptação no currículo de forma que eles não perdessem as disciplinas, mas eles vão ter aulas nas áreas que escolheram e apresentar um projeto no fim do curso", detalhou.

Ainda de acordo com o secretário, o investimento por aluno, na Inglaterra, chega a R$ 50 mil. “De uma forma geral, varia muito. Temos países que custam na faixa de R$ 20 mil até países que custam na faixa de R$ 38 mil. A Inglaterra tem um custo mais alto”, informou Amâncio. Entre os alunos, o clima é de ansiedade. “Estou lendo tudo sobre a Inglaterra para me preparar”, conta Maria Vitória Aragão, de 16 anos, que cursa o técnico em Administração na ETE Pedro Leão Leal, em São José do Belmonte, no Sertão do Estado. “Eu passei para o Canadá, pelo tradicional, mas aí mudou para o PGM Técnico na Inglaterra. Acho melhor. Europa é bem diferente”, comemora.

Já Arthur Albharis, 16, que cursa Desenvolvimento de Sistemas na ETE Jornalista Cyl Gallindo, em Buíque, espera voltar mais preparado para os desafios profissionais do futuro. “Quero conhecer mais coisas novas, com um pé dentro de um ensino superior”, diz. Atualmente, o Programa Ganhe o Mundo possui três modalidades: Tradicional, voltada para o estudo de uma língua estrangeira; e Esportivo e Musical, para alunos com habilidades nessas áreas. Entre os destinos ofertados, estão Austrália, Nova Zelândia, EUA, Canadá, Espanha, Argentina, Chile, Colômbia e Alemanha.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: