Feras se preparam para fazer as provas do Enem
Feras se preparam para fazer as provas do EnemFoto: Divulgação

A maratona de provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, que será realizada no dia 11 de novembro, mesmo com 30 minutos a mais neste ano, gera dúvidas nos estudantes sobre quais assuntos devem ser priorizados nos últimos dias da revisão, como administrar o tempo a mais nesta edição e o nervosismo.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é outro tema sempre citado em sala de aula, além do medo de escolher o curso errado. Neste segundo dia da série sobre as principais dúvidas a respeito do Enem 2018, a Folha de Pernambuco esteve com os estudantes do 3º ano da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Santa Ana, localizada no bairro de Jardim Atlântico, em Olinda.

Eles bateram um papo com os professores Jorge Miranda, de Química, Evazine Pereira, de Matemática, Hugo Bulhões e Petrúcio Alves, ambos de Língua Portuguesa - afinal, é imprescindível que os candidatos estejam atentos à interpretação do enunciado de cada pergunta.

Leia também:
Para se proteger de fake news no Enem deve-se usar fontes oficiais
Folha de Pernambuco tira dúvidas dos feras sobre o Enem
Enem: Pressão familiar pode prejudicar os estudos
Enem: Aulão de Redação acontece gratuitamente no Recife Antigo 

Quem está se preparando para o Enem e quiser tirar dúvidas a respeito das provas, basta encaminhá-las para o e-mail: [email protected]. A reportagem conta com uma equipe de professores antenados para responder as perguntas enviadas pelos feras, que serão publicadas nos próximos dias, até a realização das provas.

TIRA-DÚVIDAS

Quais assuntos devem ser priorizados na matéria de Química, nessa reta final e que faça diferença na revisão?

Celine Cecília Alexandre da Silva, 16 anos, quer cursar Farmácia.

Os assuntos mais abordados são questões ligadas ao cotidiano. “Soluções” por exemplo, você vai encontrar na prova. E ai se faz uma pergunta que pode ser resolvida mediante um cálculo ou através da teoria. “Deslocamento do equilíbrio” é um dos temas que mais caem no Enem, não deixando falar de assuntos que envolvem muitos cálculos como “termoquímica”, “estequiometria. Também vemos muito a “separação de misturas”.

Dentro do assunto de Química Orgânica quais são as questões mais comuns no Enem?

Yasmin Marina Pinto de Andrade, 17 anos, quer cursar Medicina.

Funções orgânicas, hidrocarbonetos, além de questões que envolvam combustíveis são muito comuns nessa prova. Não é que você tenha que saber o nome de todas as substâncias orgânicas, mas é bom prestar atenção nas que têm aplicabilidade no dia a dia, como o formol, o etanol, a acetona. Estar atento às nomenclaturas também é outra dica, além de reconhecer dentro de uma estrutura orgânica suas funções.

Na prova de matemática a prioridade é resolver os problemas mais fáceis ou aquelas que requerem mais atenção por serem mais difíceis?

Yasmin Marina Pinto de Andrade, 17 anos, quer cursar Medicina.

É aconselhado resolver as questões mais simples e rápidas, porque muitas nem necessitam de cálculo, usam muito o raciocínio lógico, tratam de jogos, por exemplo, de leitura de gráficos. Resolvendo essas perguntas, vocês já matam boa parte das 45 questões e conseguem passar um tempo maior naquelas que precisam até de uma releitura. É importante não deixar de contextualizar o que tem na prova e se colocar dentro da questão. A prova do Enem é muito humana, porque você, ao fazer a leitura, pode se imaginar sujeito daquilo que está sendo pedido, e o raciocínio fica muito mais simples.

Como lidar com a frustração de você estar resolvendo a questão, com cálculos gigantescos, e no gabarito o resultado não corresponde. É melhor pular para outra questão ou tentar resolver novamente?

Gianluca Vidal, 16 anos, quer cursar Engenharia Química.

Neste caso, é melhor passar para a próxima questão. Não adianta cismar com o problema e achar que tem que ser do jeito que o aluno quer. Passar adiante é uma oportunidade também de relaxar um pouco, e resolver outras questões mais fáceis. Depois você volta para essa questão e faz uma nova leitura. Vale a pena lembrar que fazer aquelas [questões] que já sabe [a resposta] ajuda na autoestima e confiança do aluno, e isso faz diferença para concluir a prova.

Caso minha nota seja melhor apenas nas disciplinas que possuem peso maior na área que escolhi, seria o suficiente para garantir minha entrada nele?

João Marcos Arruda, 17 anos, quer cursar Medicina.

Depois que você fez a prova, sua nota vira um jogo. Ou seja, você pode dar uma lida nos anos anteriores do Enem para saber a nota de corte do curso que você escolheu, e saber se o perfil se enquadra nele. O que faz a nota não é só a específica, mas sabemos que ela tem um peso diferente das demais. Agora, se você optar por Jornalismo, por exemplo, o normal é que todos os concorrentes não se deem bem nas disciplinas de exatas. É algo natural. Mas, é aí que o aluno tem que estudar mais. Essa será a diferença entre você e seu concorrente, quem se saiu melhor nas [disciplinas] que não são específicas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: