Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

O síndico do Edifício Holiday, Rufino Neto, elabora planos para arrecadar cerca de R$ 300 mil para realizar as reformas necessárias no prédio localizado no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Nesta sexta-feira (15), segundo dia após a decisão judicial ordenando a interdição e desocupação do edifício, vários moradores deixaram seus apartamentos. Alguns protestaram e outros lamentaram a mudança.

"Estamos tentando de todas formas conseguir esse dinheiro. Através de vaquinhas, empréstimos. Temos que tentar tudo. Toda ideia é válida", afirmou Rufino. Segundo o síndico, os advogados que estão defendendo o edifício e o engenheiro se reuniram nesta sexta. "Eles elaboram planos e laudos para a gente ver o que vai fazer", relatou.

Leia também:
Edifício Holiday é interditado pela Justiça
Moradores enfrentam o drama da interdição no Holiday


As rachaduras na estrutura são visíveis em muitos dos andares do edifício. A decisão proferida pelo juiz Luiz Gomes da Rocha Neto, da 7ª Vara da Fazenda Pública da Capital, em caráter liminar, atendeu a um pedido da Prefeitura do Recife, que pediu a interdição pelo risco que o Holiday oferece aos moradores.

Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial

Danos na estrutura do Edifício Holiday são vistos em vários andares - Foto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco



Equipes de mudança foram contratadas pela Prefeitura do Recife para auxiliar na mudança. Os profissionais retiram os móveis, eletrodomésticos e pertences dos moradores que procuram a gestão municipal. Cerca de nove famílias devem deixar o prédio nesta sexta.

 

Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicial
Moradores deixam Edifício Holiday após interdição judicialFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
José Carlos Gomes morador
José Carlos Gomes moradorFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
Regina Josefa Ferrerina moradora
Regina Josefa Ferrerina moradoraFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifício
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifícioFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifício
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifícioFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifício
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifícioFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifício
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifícioFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifício
As rachaduras e a estrutura precária são visíveis em muitos dos andares do edifícioFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: