Informações preliminares foram repassadas pelo delegado Augusto Cunha, em coletiva de imprensa, nesta quarta (10)
Informações preliminares foram repassadas pelo delegado Augusto Cunha, em coletiva de imprensa, nesta quarta (10)Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Um quarto suspeito de envolvimento no latrocínio que vitimou a empresária Mahatina Gracio de Carvalho foi preso nesta terça-feira (9), no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes. José Caio da Silva, 24 anos, conhecido como “Montanha”, era funcionário do Caldinho da Codorna há um mês, onde exercia a função de chapeiro. O crime aconteceu no último sábado (6), no bairro de Rio Doce, em Olinda.

De acordo com a investigação, José Caio seria vizinho dos executores da empresária e atuava como informante na organização criminosa. Em 2014, ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas e condenado a cumprir quatro anos em regime fechado. No dia do crime, os suspeitos Eudes Carneiro, 29 anos, Salatiel Brandão, 21 anos, e José Carlos dos Santos, 19 anos, foram presos numa blitz da Lei Seca.

Leia também:
Mulher é vítima de latrocínio em Olinda


Outros crimes
Imagens do circuito interno de uma loja de cosméticos localizada na avenida Brasil, no bairro de Rio Doce, registram um assalto cometido por João Carlos com a participação de José Caio da Silva. A ação foi realizada no último dia 3 e, de acordo com a Polícia Civil, R$ 800 foram levados. As imagens foram responsáveis pela ligação do crime ao funcionário.

O delegado titular da 9ª DPH, Augusto Cunha, não descarta o envolvimento de mais alguém ou outras linhas de investigação. O caso segue sendo investigado.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: