O intuito da operação é prevenir investidas criminosas contra agências bancárias
O intuito da operação é prevenir investidas criminosas contra agências bancáriasFoto: Divulgação/Polícia Militar

Três policiais militares foram presos no Agreste de Pernambuco suspeitos de praticar explosões e planejar assaltos a carro-forte. A ocorrência teve início quando policiais do 22° Batalhão realizavam a operação Madrugada Segura e se depararam com uma abordagem do Batalhão especializado de Policiamento do Interior (BEPI) a um veículo suspeito.

O veículo, com quatro ocupantes, estava rondando uma agência bancária de Bom Jardim. Um dos passageiros já era conhecido do policiamento por suspeita de envolvimento com alguns crimes dentro e fora de Pernambuco.

A partir da identificação dos quatro homens, foram iniciadas novas buscas e e realizada coleta de novas provas, que acabaram identificando quatro novos envolvidos. Entre eles, os três policiais militares.

Leia também:
Projeto que permite a policiais conceder medida protetiva a vítima de violência é alvo de críticas
Policiais prendem suspeito de tiroteio em bonde elétrico na Holanda
Justiça absolve policiais acusados de tortura e morte de Amarildo


Ao todo, na operação, foram apreendidos oito aparelhos celulares, três veículos (um deles confirmado como clonado), três pistolas calibre .40, um revólver calibre .38, quatro carregadores, 66 munições calibre .40, seis munições calibre .38 e três balaclavas.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Limoeiro. Somente após a conclusão das investigações, será possível determinar as reais intenções do grupo e a responsabilidade de cada um dos envolvidos no caso.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: