Substância encontrada na Praia do Paiva
Substância encontrada na Praia do PaivaFoto: Divulgação

Uma substância nas cores bege e preta foi encontrada nas águas da Praia do Paiva, no município do Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, na terça-feira (3). O registro da poluição foi feito através de fotos e vídeos no perfil do Facebook da Surfe Nordeste, empresa de comunicação voltada para esportes radicais.

Com tristeza, Regi Galvão, diretor da Surfe Nordeste, lamentou a poluição causada pelo material. “Aqui é um dos lugares mais bonitos de Pernambuco e agora acontece isso. Algumas das melhores ondas do Estado estão ameaçadas por todo esse óleo”, afirmou.

Frequentador há 45 anos da Praia do Paiva, Regi acredita que a substância seja proveniente do vazamento de óleo registrado na Refinaria Abreu e Lima, em Ipojuca, RMR, na terça-feira (27). De acordo com o surfista, o óleo teria sido trazido para as areias da praia juntamente com uma grande quantidade de lixo por uma corrente influenciada por ventos que provém do sul. 

A denúncia foi recebida pela Agência Estadual de Meio Ambiente, que, questionada, afirmou que o material não tem relação alguma com o vazamento de óleo registrado na refinaria.

Leia também:
Piche despejado no mar atinge praias do litoral pernambucano
Técnicos da Petrobras removem óleo que vazou da Refinaria Abreu e Lima
Material está confinado, diz CPRH sobre vazamento de óleo da Refinaria Abreu e Lima
 

“A CPRH está investigando qual a origem da substância. Nesta época do ano é comum que aconteça a Floração de Algas, e a suspeita é de que a mancha branca vista nos vídeos tenha relação com esse fenômeno, já os resquícios pretos podem estar ligados aos piches encontrados nas praias do litoral nos últimos dias”, afirmou o diretor de Controle de Fontes Poluidoras do órgão, Eduardo Elvino.

A substância está sendo analisada pelo órgão e um resultado conclusivo deve estar pronto em três dias. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: