Reeducandos realizam reforma na Biblioteca Pública Municipal de Olinda
Reeducandos realizam reforma na Biblioteca Pública Municipal de OlindaFoto: ASCOM Olinda

A Biblioteca Pública Municipal de Olinda foi reinaugurada nesta quarta-feira (18), após cinco meses de reforma realizada por cinco reeducandos egressos do sistema prisional. O prédio histórico reabriu as portas para o público às 9h. Além do acervo literário, a biblioteca contará com um espaço para a realização de apresentações culturais. O investimento feito pela prefeitura na obra foi de aproximadamente R$ 120 mil.

Em parceria com a Prefeitura de Olinda, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) contratou os reeducandos para efetuar a reforma. Os trabalhadores foram responsáveis pela recuperação da fachada, pintura, jardinagem, manutenção hidráulica e elétrica e auxiliaram na catalogação das obras da biblioteca.

Leia também:
Olinda celebra Dia Nacional do Frevo com música e dança
Prédio histórico será preservado em Petrolina
Chuva deve chegar fraca em três regiões de Pernambuco

O prefeito Professor Lupércio participou da reinauguração e disse estar muito feliz com o resultado da reforma. "A biblioteca hoje é outra e eu quero parabenizar a todas as pessoas que estiveram envolvidas na requalificação", destacou. O gestor ressaltou ainda a importância da participação dos reeducandos na ação. "Os reeducandos têm feito um trabalho extraordinário. Hoje temos quase 300 e somos a cidade que tem mais reeducandos. É um projeto que vem dado certo", afirmou.

A requalificação contou com doações feitas por diversas instituições. Com o dinheiro doado foram comprados livros, cadeiras, computadores e ar-condicionados.  Além do acervo de 15 mil obras que foram catalogadas, a biblioteca conta agora com um espaço para apresentações culturais e com uma biblioteca virtual.

Apesar das novidades, o trabalho de revitalização está longe de acabar. Segundo o secretário de educação de Olinda, Paulo Roberto, o funcionamento da biblioteca depende de uma ação de doação coletiva. “Ainda falta muita coisa, a gente tem uma mini biblioteca online, temos 15 mil obras no acervo e ele precisa ser renovado, a gente precisa ir em busca de mais parceria porque para manter não é barato”, afirmou. O secretário revelou ainda que a prefeitura de Olinda realizará um projeto, em parceria com a Academia Pernambucana de Letras, para renovar o acervo do espaço.

O reeducando e morador de Olinda Ricardo Noronha, 44 anos, participou da reforma e falou sobre a importância da ação. “A sociedade é preconceituosa. A oportunidade que a prefeitura está dando para a continuidade do sistema de ressocialização de quem está preso é muito importante”, comemorou.

Ao todo, 15 reeducandos da Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, foram selecionados para participar da reforma da biblioteca que durou cinco meses. Segundo a coordenadora do projeto “Educação Em Ação”, Lívia Álvaro, os reeducandos vão seguir com as atividades. “É um projeto e um convênio permanente”, explica.

Criada através de um decreto de Dom Pedro I em 1830, a biblioteca é a primeira da rede pública do estado de Pernambuco, a terceira do Brasil e conta com um acervo de mais de 15 mil obras. A Biblioteca Pública Municipal de Olinda está localizada na Avenida Liberdade, no bairro do Carmo, e está aberta para visitação de segunda (das 8h às 19h) a sábado (das 8h às 12h).

Reeducandos realizam reforma na Biblioteca Pública Municipal de Olinda
Reeducandos realizam reforma na Biblioteca Pública Municipal de OlindaFoto: ASCOM Olinda
O reeducando Ricardo Noronha participou da reforma da biblioteca
O reeducando Ricardo Noronha participou da reforma da bibliotecaFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
Lívia Álvaro, coordenadora do projeto 'Educação Em Ação'
Lívia Álvaro, coordenadora do projeto 'Educação Em Ação'Foto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
Paulo Roberto, Secretário de Educação de Olinda
Paulo Roberto, Secretário de Educação de OlindaFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
Fachada da Biblioteca Pública Municipal de Olinda
Fachada da Biblioteca Pública Municipal de OlindaFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: