Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core)
Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core)Foto: Divulgação/SDS-PE

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco divulgou o balanço de roubos no Estado no mês de fevereiro deste ano. De acordo com os dados, no mês foram registradas 6.320 ocorrências dos chamados Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que incluem assaltos a coletivos, agências bancárias, cargas roubadas, dentre outros.

O número representa a maior queda registrada desde abril de 2015, quando foram contabilizados 6.126 casos. Se comparados com fevereiro de 2018, quando 8.473 ocorrências foram registradas, a redução é de 25,41%. Ainda de acordo com a SDS, o acumulado do primeiro bimestre aponta uma diferença de 4.059 casos a menos em relação ao mesmo período do ano passado, o que sinaliza uma redução dos CVPs.

Leia também:
Roubos em Pernambuco tiveram queda de 22% em janeiro
Homicídios e roubos caem no Carnaval de 2019
PE registra 26 mil roubos a menos em 2018, diz SDS

O Agreste liderou o ranking dentre as reduções, com -37,15%, de 1.661 registros em fevereiro de 2018 para 1.044 no último. No Sertão a queda foi de 27,99%, de 493 para 355. A Região Metropolitana, com exceção do Recife, apresentou redução de 22,44% (de 2.576 para 1.998), enquanto a capital pernambucana passou de 2.998 para 2.331 casos (-22,25%).

Celulares
Em fevereiro deste ano, 494 celulares foram recuperados através do programa Alerta Celular. Se comparados os registros de roubo neste mês com o mesmo período de 2018, a queda no número de roubos foi de 24,4%. O percentual representa a diferença dos 3.267 aparelhos furtados em 2018 para os 2.470 neste ano.

Ônibus
Ao todo, 63 assaltos a transporte coletivo foram registrados. No ano passado, foram 75 casos. Entre 1º de janeiro até o final de fevereiro, 28 praticantes de investidas contra ônibus foram presos pela Força-Tarefa Coletivos.

Agências bancárias

As investidas a bancos, caixas eletrônicos e carros de transporte de valores apresentou diferença de 67%. Em 2018 foram seis casos contra os dois no segundo mês deste ano. A Força-Tarefa Bancos prenderam nos dois primeiros meses do ano 11 pessoas com atuação em quadrilhas especializadas neste tipo de crime.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: