Força Nacional
Força NacionalFoto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Projeto em Frente Brasil, com objetivo de combater a criminalidade violenta nas cidades com maiores índices de homicídios, será lançado nesta quinta-feira (29), às 14h, no Palácio do Planalto, em cerimônia com a presença do presidente da República, Jair Bolsolnaro. Em Pernambuco, o município de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, é o único do Nordeste a receberá as ações.

Nesta quinta-feira, o Diário Oficial da União publica portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública que implementa a fase 1 do projeto nos municípios de Paulista (PE), Ananindeua (PA), Goiânia (GO), Cariacica (ES) e São José dos Pinhais (PR).

Em Paulista, a parceria entre o Governo Federal e a prefeitura será selada nesta sexta-feira (30), em solenidade às 9h no estacionamento do Paulista North Way Shopping. A partir desta data, Paulista terá à disposição, durante 120 dias, 100 agentes da Força Nacional para apoiarem nas ações de policiamento ostensivo, preservação da ordem pública e da segurança do cidadão e do patrimônio que já vêm sendo aplicadas na cidade.

A escolha de Paulista como a única cidade do Nordeste para tocar esse projeto piloto de enfrentamento à criminalidade violenta, segundo a prefeitura, vem sendo colocada pelos gestores da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão que coordena a Força Nacional, como "forma de reconhecimento ao sólido trabalho de prevenção à violência que vem sendo exercido na cidade.

A vinda da Força Nacional havia sido anunciada em março em reunião no Recife com presença do secretário nacional de Segurança Pública, o general Guilherme Teófilo, com o governador Paulo Câmara; o secretário estadual de Defesa Social, Antônio de Pádua, e o prefeito de Paulista, Júnior Matuto. O secretário Antônio de Pádua havia explicado que o Pacto pela Vida foi usado como modelo pelo Governo Federal para o desenho do programa nacional. “Paulista foi escolhida porque vem apresentando reduções expressivas nos crimes contra o patrimônio e contra a vida, em razão de trabalhos das forças estaduais”, afirmou.

Leia também:
Presos quatro suspeitos de crimes violentos em Amaraji
Moro quer regime de prisão mais dura para corrupção e crimes violentos
Moro autoriza uso da Força Nacional em Paulista

Segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS), Paulista registrou 127 homicídios em 2018, 69 a menos em relação a 2017 – uma queda de 43% nos índices.
 A prefeitura de Paulista informou que, nos últimos anos, foram adquiridas 66 câmeras de vídeo monitoramento, que estão espalhadas em pontos estratégicos da cidade, como as vias que dão acesso aos principais bairros, praças e logradouros públicos, além da orla da praia do Janga. Ainda de acordo com a prefeitura, o investimento resultou na diminuição de quase 100% no número de crimes contra bancos e estabelecimentos com caixas eletrônicos. 

O documento publicado nesta quinta-feira institui também o Gabinete de Governança das Forças-Tarefas (GGA/FT), com as funções de avaliar, direcionar e monitorar as ações da fase 1, tendo na coordenação o ministro da Justiça e Segurança Pública.

O GGA/FT é formado pelo ministro da Justiça; secretário-executivo do ministério; secretário Nacional de Segurança Pública; secretário de Operações Integradas; diretor-geral da Polícia Federal; diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal ; e diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional.


veja também

comentários

comece o dia bem informado: