Tenente-Coronel da PM Cleto Ribeiro
Tenente-Coronel da PM Cleto RibeiroFoto: Divulgação/ PM-PE

Policiais militares apreenderam duas armas de guerra após perseguição de veículos ocorrida na noite desta quarta-feira (5). Três criminosos estavam em um veículo prata com dois fuzis, um AK-47 e um AR-15, munições e 17 kg de crack. As armas são de uso restrito das forças armadas e policiais. Com essa quantidade de droga, de acordo com os policiais, seria possível produzir cerca de 85 mil pedras do entorpecente. Dois bandidos foram presos e um conseguiu fugir.

Uma viatura estava fazendo um patrulhamento na região da Estrada da Batalha, no município de Jaboatão dos Guararapes, quando o efetivo desconfiou de um veículo Fiat Uno prata. Quando os policiais tentaram abordar, o veículo acelerou numa tentativa de fuga. A perseguição terminou na BR-101 Sul, sentido Cabo Santo de Agostinho, no distrito de Comportas, em Jaboatão, quando o carro veio a colidir. O passageiro do banco de trás saiu do carro, trocou tiros contra a polícia e fugiu do local.

Leia também:
Polícia faz operação contra lavagem de dinheiro em escola de samba
Bolsonaro parabeniza policial por matar homem que fez idosa refém no RJ
Polícia cumpre mandados de prisão contra suspeitos de tráfico no Rio


Após a troca de tiros, os policiais realizaram a abordagem no veículo colidido onde verificaram que havia um fuzil AK-47 carregado no colo do motorista e o outro fuzil, AR-15, descarregado no banco de trás. Foram encontradas munições de dois tipos, .762 e .556, cada uma para um fuzil que se encontrava no veículo, 96 munições o AK-47 e 30 para o AR-15.

O motorista, Fagner Silva da Costa, 28 anos, foi baleado na região cervical e levado para o HR. Ele não corre risco de morte e não tinha passagens pela polícia. O passageiro do banco da frente, Ismael das Chagas Cordeiro Junior, 25, foi preso e já tinha passagem por receptação. O criminoso que fugiu não foi identificado pela polícia. Os dois presos vão responder pelos crimes de porte ilegal de arma restrita das forças armadas e policiais e de tráfico de entorpecentes.

O comandante do 6° BPM, tenente-coronel Cleto Ribeiro, afirmou que a rapidez dos policiais foi extremamente eficaz na investida, pois impossibilitou uma resposta mais forte por parte dos criminosos, em vista que eles não chegaram a utilizar as armas de grosso calibre contra os policiais.

“São armamentos com alto poder de fogo, podendo o alcance chegar a 500 metros de distância, utilizados frequentemente nos roubos às instituições financeiras. A rapidez da guarnição impediu uma reação por parte dos criminosos e foi, evidentemente, crucial para que a ocorrência tivesse esse desfecho.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: