PMPE detalha, em Coletiva de Imprensa, nesta terça-feira (01), ação que resultou na morte de suspeitos de planejarem assalto a uma instituição financeira, Gravatá, no interior de PE
PMPE detalha, em Coletiva de Imprensa, nesta terça-feira (01), ação que resultou na morte de suspeitos de planejarem assalto a uma instituição financeira, Gravatá, no interior de PEFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

A Polícia Militar de Pernambuco (PM/PE) detalhou a ação da madrugada desta terça-feira (1º) que resultou na prisão de duas pessoas e na morte de cinco suspeitos que estariam prontos para praticarem assaltos contra uma instituição financeira no município de Gravatá, no Agreste de Pernambuco.

Segundo o major Flávio França, que liderou a ação, as casas onde os suspeitos foram encontrados, localizada no Sítio Caroatá, que fica no km 2 da PE-81, às margens da BR-232 em Gravatá, estavam sendo monitoradas e a polícia agiu após o departamento de inteligência da PM receber a informação de que uma carga de armas havia chegado ao local.

Leia também:
Polícia divulga imagens dos suspeitos de depredarem Estação de BRT Araripina, no Recife
Circuito Cultural de Pernambuco conecta eventos literários

“Por volta das 23h da segunda-feira (30), entramos no Sítio Caroatá e abordamos os moradores da primeira residência. Era uma casal que não reagiu. Na casa, encontramos uma arma”, afirmou.

Ainda de acordo com o major, ao que tudo indica, o casal Civaldo José da Silva Nascimento, 25, e Andrelli Lindalva Costa da Silva, 24, davam apoio aos demais suspeitos do grupo. “Eles tomavam conta das casas e provavelmente davam apoio logísticos”.

O major contou ainda que após revistarem a primeira casa, a equipe de 30 policiais foi a outra residência suspeita onde foram recebidos a tiros pelos integrantes do grupo que estavam altamente armados. Houve a troca de tiros e os cinco homens que estavam no local acabaram morrendo.

Os suspeitos foram identificados por Iraquitan Valdeci da Silva Junior, 22, que segundo a PM já possui passagem na polícia por roubo e homicídio e seria provavelmente o líder do grupo; Paulo Ricardo Silva, 29; Pedro Henrique Araújo da Silva, 25; Sebastião Antônio do Nascimento, 37; e Pedro Guerreiro dos Santos, 36 anos.

Na residência onde eles estavam foram encontradas duas espingardas calibre 12, uma pistola calibre 32, uma pistola calibre 380, duas pistolas calibre 40 de uso restrito, um revólver 38, três celulares, dois coletes balísticos de combate a fuzil, seis carregadores de pistolas, várias munições, além de um veículo de modelo Fox.

“A informação que recebemos é a de que eles estavam prontos para praticar assaltos a uma instituição financeira e a roubo de cargas, mas ainda não sabemos qual era a instituição”, afirmou o major.

Após a ação, os suspeitos chegaram a ser socorridos para o Hospital Regional de Gravatá, mas chegaram sem vida no local. Já o casal preso foi encaminhado para a Delegacia de Plantão de Gravatá, onde estão à disposição da Justiça.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: