Deslizamento deixou cinco pessoas mortas
Deslizamento deixou cinco pessoas mortasFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

Sete pessoas morreram em decorrência de um deslizamento de barreira na madrugada desta terça-feira (24) no Córrego do Morcego, mais precisamente na Rua Bela Vista, em Dois Unidos, Zona Norte do Recife. Três pessoas ficaram feridas e foram levadas para atendimento na UPA de Nova Descoberta e no Hospital da Restauração (HR).  Todos os envolvidos no acidente são da mesma família. 

Duas das sete vítimas foram encontradas no fim da manhã pelo Corpo de Bombeiros. De acordo com moradores, as mulheres – ainda não identificadas - estavam dormindo na sala quando a barreira deslizou.

Leia também:
Tragédia no morro: Geraldo Julio coloca PCR à disposição da Compesa 

O deslizamento aconteceu por volta das 2h da madrugada. Desde a madrugada, o Corpo de Bombeiros começou a trabalhar na operação de resgate. Ainda não foi determinada a causa do acidente. Moradores apontam que o estouro de um cano da Companhia Urbana de Saneamento (Compesa) pode ter provocado o deslizamento. A companhia confirma a infiltração causada por um vazamento, mas a origem do cano está sendo investigada. 

No último sábad (21), Rafael Bani, presidente da associação de moradores de Dois Unidos, disse que tinha passado na semana anterior pelo local do deslizamento e visto que a barreira, até aquele momento, não apresentava nenhum tipo de sinal de encharcamento ou vazamento de água.

Segundo o major do Corpo de Bombeiros Anderson Barros, as equipes permanecerão no local até que a área apresente condição segura para as pessoas que moram nas proximidades. "Continuaremos aqui para garantir a segurança básica para que as outras equipes possam trabalhar, e os moradores vizinhos voltem para as suas casas. Nossa equipe está avaliando o cenário, e, à medida que a condição do ambiente for segura, a Defesa Civil assumirá e fará uma fiscalização mais precisa no local."

Em nota, a Compesa declarou que interrompeu imediatamente o abastecimento de água da localidade ao tomar conhecimento da infiltração. “A Compesa informa que, por volta das 3h da madrugada desta terça, foi acionada a prontidão por conta de um vazamento, no bairro de Dois Unidos, Recife. Imediatamente o sistema que abastece a localidade foi desligado. No momento, a Companhia, em conjunto com a Defesa Civil, está no local para apurar as causas e saber o que de fato motivou o acidente. Antecipadamente, a Compesa lamenta o ocorrido e se solidariza com as famílias que estão recebendo toda a assistência das equipes sociais da Companhia.”

Parentes das vítimas e morador diante da barreira, Erivaldo Barbosa denuncia que o morro já havia deslizado em anos anteriores por causa do rompimento do cano. Da última vez, segundo ele, duas casas foram ao chão.

Em pronunciamento oficial, a Prefeitura do Recife declarou que os órgãos necessários já foram mobilizados e que a assistência necessária está sendo prestada. “A Prefeitura do Recife informa que, desde a madrugada desta terça, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Defesa Civil e Emlurb, está prestando todo o apoio à Compesa para que seja garantida assistência aos familiares das vítimas e moradores da área onde aconteceu o acidente em Dois Unidos. O Samu, a Defesa Civil e a Emlurb também estão prestando apoio ao Corpo de Bombeiros no resgate e atendimento no local. A Prefeitura se solidariza com os parentes das vítimas e com toda comunidade.”

Já o Governo de Pernambuco emitiu a seguinte nota:

"Desde às 3h da madrugada desta terça-feira, o Governo de Pernambuco acionou profissionais de quatro secretarias, além da Compesa, para fazer o atendimento do deslizamento de barreira no Bairro de Dois Unidos, no Recife. Sete pessoas morreram e três ficaram feridas.

Os corpos de duas das vitimas fatais só foram encontrados no final da manhã. O Corpo de Bombeiros permanece trabalhando no local, para resgatar os corpos dessas duas últimas vítimas.

A Compesa está com 50 técnicos mobilizados para a ocorrência, analisando o rompimento dos canos de abastecimento existentes na encosta.

A companhia realiza monitoramento permanente do abastecimento na área, inclusive com contatos diretos com as lideranças comunitárias. Nas últimas semanas não houve registro de vazamentos no local.

A Secretaria de Desenvolvimento Social está prestando assistência às famílias das pessoas falecidas e aos feridos que foram levados para a UPA de Nova Descoberta e para o Hospital da Restauração"


Foram identificados pelo Corpo de Bombeiros os óbitos de:

- Emanuel Henrique de França, de 25 anos: marido de Érica e pai de Érick
- Érica Virgínia, de 19 anos: esposa de Emanuel e mãe de Érick
- Érick Junior, de 2 meses: filho do casal
- Daffyne Kauane Alves, de 9 anos: neta de Lucimar
- Lucimar Alves, de 50 anos: avó de Daffyne


Deslizamento deixou cinco pessoas mortas
Deslizamento deixou cinco pessoas mortasFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco
Deslizamento deixou cinco pessoas mortas
Deslizamento deixou cinco pessoas mortasFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco
Deslizamento deixou cinco pessoas mortas
Deslizamento deixou cinco pessoas mortasFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco
Deslizamento deixou cinco pessoas mortas
Deslizamento deixou cinco pessoas mortasFoto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: