Municípios têm registrado aumento na procura pela tríplice
Municípios têm registrado aumento na procura pela trípliceFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Depois da confirmação da primeira morte por sarampo em Pernambuco neste ano, municípios estão reforçando o combate ao vírus. Taquaritinga do Norte, cidade do Agreste que registrou o primeiro óbito, vai realizar o Dia D de vacinação neste sábado (7).

Após uma reunião entre o governador do Estado, Paulo Câmara, e o prefeito da cidade, Ivanildo Mestre Bezerra, houve a liberação de 28,5 mil doses extras da imunizante tríplice viral por parte do governo estadual. Em Caruaru, também no Agreste, há o reforço na imunização em creches e escolas. Já no Recife, há uma programação especial em oito áreas estratégicas da Capital, que estão se revezando para funcionar até as 21h durante a semana.

Leia também:
Saiba onde vacinar contra o sarampo à noite no Recife
Mortes por sarampo no Brasil vão a quatro; casos em 90 dias se aproximam de 2.800
Taquaritinga do Norte recebe 28,5 mil doses de vacina após 1ª morte por sarampo no Estado


De acordo com o Programa Estadual de Imunização, o Estado registrou a aplicação de 574 mil doses da tríplice viral - que protege do sarampo, rubéola e caxumba -, neste ano. Entre julho e agosto, período de reforço extra, foram distribuídas 153 mil doses. “Os municípios têm relatado aumento na procura da vacina tríplice viral, principalmente pelo público adulto. Contudo, não podemos esquecer a importância de vacinar crianças, população com mais risco de agravamento do quadro. Elas precisam ter duas doses da vacina para estar devidamente protegidas”, esclarece o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Após a chegada de 10 mil doses, nessa quarta-feira (4), Taquaritinga do Norte vai mobilizar, em parceria com a SES, o Dia D de vacinação neste sábado. A cidade de 28 mil habitantes confirmou cinco casos desde o dia 30 de julho. De acordo com a secretária municipal de saúde, Poliana Santana Andrade, já foram vacinadas cinco mil pessoas desde então. “A gente tem uma imunização acima do esperado. No próximo sábado, os postos municipais vão funcionar das 8h às 17h. Durante a semana, estamos com uma faixa que vai das 7h às 15h, priorizando as crianças de 06 a 15 meses de idade”, explica.

Caruaru, também no Agreste, teve duas confirmações da doença e, desde julho, realizou a imunização de 10 mil adultos e 1,9 mil crianças. Apesar da alta procura, a Secretaria de Saúde municipal está fazendo campanhas extras. “No último sábado fizemos um reforço em seis áreas que não são contempladas com os Postos de Saúde da Família. Além disso, há um reforço que está sendo feito em creches e escolas municipais para atingir o público preconizado”, relata o coordenador de epidemiologia da Secretaria de Saúde de Caruaru, Efraim Naftali.

Desde a última segunda-feira (2), o Recife vem realizando turnos extras em oito áreas consideradas estratégicas pela secretaria de saúde. As unidades Lessa de Andrade (Madalena), Albert Sabin (Tamarineira), Waldemar de Oliveira (Santo Amaro), Agamenon Magalhães (em Afogados), Salomão Kelner (Água Fria) e Clementino Fraga (Vasco da Gama), além dos centros de saúde Ivo Rabelo (Cohab) e Joaquim Cavalcanti (Torrões) vão funcionar até as 21h, em dias alternados.

No Brasil
Com a confirmação do óbito do bebê de 7 meses, em Taquaritinga do Norte, o número de mortos por sarampo subiu para quatro no Brasil. Nos últimos 90 dias, o País registrou 2.753 casos confirmados. Desses, 2.708 ocorreram em São Paulo, 15 no Rio de Janeiro, 13 em Pernambuco, sete em Santa Catarina e três no Distrito Federal. Atualmente, a faixa etária com maior número de registros de casos é a de bebês menores de um ano, sendo esta o foco de vacinação pelo Ministério da Saúde.

Vacinação
Crianças entre seis meses e menores de um ano devem tomar uma dose da tríplice viral. A vacina, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba, é oferecida rotineiramente disponível gratuitamente nas salas de vacina do Estado.

Os seguintes grupos também devem ser vacinados:

- Indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre elas;

- Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral;

- Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

O Ministério da Saúde não indica a vacinação para maiores de 49 anos, sob a justificativa de que as pessoas dessa faixa etária provavelmente já tiveram sarampo.

Sintomas
Todo paciente que apresentar febre e exantema maculopapular morbiliforme de direção cefalocaudal (manchas avermelhadas que começam na cabeça e vão descendo para o restante do corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e situação vacinal; ou todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou para local com circulação viral.

Apresentando essa sintomatologia, é importante ir ao posto de saúde mais próximo para receber a devida assistência.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: