Vacina contra sarampo
Vacina contra sarampoFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Começa, na próxima segunda-feira (7), a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo para crianças de 6 meses a 4 anos que ainda não iniciaram ou não finalizaram o esquema vacinal. A ação se estenderá até o dia 25 de outubro. Meninos e meninas dessa faixa etária que já estão com a caderneta de vacinação em dia não precisam comparecer aos postos de saúde.

Em Pernambuco, a abertura da campanha será feita por representantes das secretarias de Saúde do Estado e de Paulista na segunda, a partir das 8h, na Unidade de Saúde de Família (USF) Edgar Alves da Silva 2, no bairro de Engenho Maranguape, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. O Dia D da campanha será 19 de outubro.

Leia também:
PE contabiliza 731 casos suspeitos de sarampo no ano; 23 foram confirmados
Rara, falha na vacina contra o sarampo pode acontecer


Este mês já foram encaminhadas mais de 170 mil doses para auxiliar os municípios do Estado em suas ações locais. Mais de 205 mil doses já foram aplicadas em crianças entre seis meses e 4 anos segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). No público em geral, incluindo todas as faixas etárias, foram 468 mil doses.

Toda criança com idade entre seis e onze meses deve ser vacinada com a tríplice viral, considerada a "dose zero" pelos agentes de saúde. Uma nova dose deve ser administrada aos 12 meses e outra aos 15 meses, quando ocorre a finalização do esquema. A partir dos 2 anos de vida, caso o menino ou menina ainda não tenha começado o esquema vacinal, as duas doses devem ser feitas com um intervalo de um mês entre elas.

Casos de sarampo no Estado
De acordo com boletim divulgado pela SES-PE, até 27 de setembro Pernambuco contabilizou 731 casos suspeitos de sarampo. Desse total, 242 foram descartados, 23 foram confirmados e os demais estão sob investigação. Um bebê de sete meses morreu por complicações da doença, em Taquaritinga do Norte, no Agreste pernambucano.

Vacinação
Crianças entre seis meses e menores de um ano devem tomar uma dose da tríplice viral. A vacina, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba, é oferecida rotineiramente disponível gratuitamente nas salas de vacina do Estado.

Os seguintes grupos também devem ser vacinados:

- Indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre elas;

- Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral;

- Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

O Ministério da Saúde não indica a vacinação para maiores de 49 anos sob a justificativa de que as pessoas dessa faixa etária provavelmente já tiveram sarampo.

Sintomas
Todo paciente que apresentar febre e exantema maculopapular morbiliforme de direção cefalocaudal (manchas avermelhadas que começam na cabeça e vão descendo para o restante do corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e situação vacinal; ou todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou para local com circulação viral.

Apresentando essa sintomatologia, é importante ir ao posto de saúde mais próximo para receber a devida assistência.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: