Saúde e Bem-Estar

Rafael Coelho

ver colunas anteriores
Rafael Coelho, e-mail: contato@rafaelcoelho.med.br | Instagram: @drrafaelcoelho | Facebook: /rafaelcoelho
Rafael Coelho, e-mail: contato@rafaelcoelho.med.br | Instagram: @drrafaelcoelho | Facebook: /rafaelcoelhoFoto: Folha de Pernambuco

Olá leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar. Consumir regularmente folhas é fundamental para manter uma alimentação balanceada. São alimentos que oferecem inúmeros benefícios como vitaminas e minerais essenciais para a saúde e manutenção dos micronutrientes. Muitas delas também contêm antioxidantes, moléculas capazes de conter os danos oxidativos provocados pelos radicais livres – prevenindo, assim, o envelhecimento das células do corpo e ainda agindo na prevenção de diversos tipos de câncer.

Outra vantagem é que esses vegetais têm muitas fibras e poucas calorias, sendo uma boa alternativa de conseguir saciedade por mais tempo. No mercado não faltam opções: alface, rúcula, couve e agrião são apenas algumas das variedades disponíveis, atendendo a diversos gostos e bolsos.

Para quem não é muito fã das porções verdes no prato, seguem algumas dicas:
Pode-se começar inserindo as folhas em outras preparações como suflês, recheios de massas, bolos e sucos. Outra opção para ir se acostumando com as saladas é preparar uma versão mais completa, com outros ingredientes de sua preferência além dos vegetais. O consumo deve ser diário, e que o ideal é ingerir pelo menos duas variedades por dia.

Rúcula e alface

Rúcula e alface - Crédito: Simone Miranda


Pílulas

Recuperação mamária e autoestima
No mês de conscientização do câncer de mama, o cirurgião plástico Paulo Hypacio lembra que a reconstrução mamária é importante para que a paciente recupere a autoestima. "Auxilia no tratamento do câncer e restabelece do convívio social. Em pacientes submetidas à mastectomia, o objetivo é a reabilitação estética, retirando da paciente o estigma do câncer e da mutilação”, contou Paulo.

Incidência de casos de câncer pode crescer no Brasil, revela pesquisa
Dados recentes da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC), filiada à Organização Mundial de Saúde (OMS), apontam para uma realidade preocupante: quase um milhão de brasileiros terão câncer em 2040. “Alimentação saudável, - com inclusão de frutas, peixes, grãos e azeites -, prática regular de atividades físicas, uso de protetor solar diariamente e de alternativas para largar o cigarro são alguns passos que devem ser adotados por todos para reduzir os riscos de incidência de câncer”, explica o oncologista da Oncoclínica Recife, Igor Montenegro.

O especialista lembra também que os passos acima são importantes iniciativas para quem já foi diagnosticado com a doença e está em tratamento. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) indica que pessoas de 18 a 64 anos pratiquem pelo menos 150 minutos de exercícios moderados por semana ou, em média, pouco mais de 20 minutos por dia.

Dose de saúde: Designer aposta no equilíbrio para uma vida saudável
Minha dose de saúde é buscar sempre o equilíbrio entre a saúde física e mental! Uma boa alimentação com atividade física faz bem para o corpo e para o cérebro. Mas também é essencial a busca por um equilíbrio social, que influencia diretamente em nossa saúde. Bom convívio com a família, com amigos, fazem a vida vibrar positivamente. E os problemas que surgem, busco sempre transformá-los em aprendizados. Isso também faz parte do equilíbrio!. -Alexandre Costa é designer gráfico

Alexandre Costa

Alexandre Costa - Crédito: Cortesia

O bem faz bem: Doação de Sangue
A fundação Hemope recebe doação de sangue no seu hemocentro de segunda-feira a sábado das 07:15h às 18:30, inclusive feriados. Informações: 81 3182-4600

Bula: Como combater a sarcopenia na terceira idade?
No dia 1 de outubro foi comemorado foi o dia do idoso, data esta que nos faz refletir sobre a importância de ser adquirir hábitos saudáveis desde o início da vida. Praticar com a correta regularidade a atividade física, boa alimentação e às 8 horas de sono, são hábitos que impactam em muito nossa perda ou ganho de massa muscular.

É considerado sarcopênico o indivíduo que apresenta perda acentuada de massa muscular e/ou força muscular. Esse processo pode ter início entre os 30 ou 40 anos de idade. Esse acometimento parece decorrer através de distúrbios da inervação, queda exames hormonais, aumento de mediadores que causam a inflamação e ingesta inadequada de proteínas e calorias totais da dieta do indivíduo, que podem ocorrer durante o processo de envelhecimento.

Para amenizar ou evitar os efeitos deletérios da sarcopenia como a redução da mobilidade, incapacidade funcional e dependência de outras pessoas, deve-se obter um aconselhamento nutricional prescrito por um nutricionista, para que assim os nutrientes sejam adequados às necessidades específicas do sujeito. Associados a prática diária de atividade física, musculação nos melhores casos, podem ser incluídos suplementos protéicos, creatina, vitamina D3 e k2 e ômega-3 - Guilherme Chateaubriand é nutricionista - CRN6: 21527/PE

Nutricionista Guilherme Chateubriand

Nutricionista Guilherme Chateubriand - Crédito: Henrique Pimentel

Busque a sua melhor versão. Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado com informações sobre saúde e bem-estar. Obrigado e até o próximo encontro.
Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e atualização em Prática Ortomolecular. Atende em consultório particular na Clínica de Estética Contornare, no Recife. Atua nas seguintes áreas: Performance Esportiva, Distúrbios Metabólicos, Emagrecimento, Hipertrofia, Longevidade, Bioimpedância. Pautas para Jademilson Silva – Jornalista - DRT: 3468 Email: contato@jademilsonsilva.com

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas

veja também

comentários

comece o dia bem informado: