Saúde e Bem-Estar

Rafael Coelho

ver colunas anteriores
Rafael Coelho, e-mail: contato@rafaelcoelho.med.br | Instagram: @drrafaelcoelho | Facebook: /rafaelcoelho
Rafael Coelho, e-mail: contato@rafaelcoelho.med.br | Instagram: @drrafaelcoelho | Facebook: /rafaelcoelhoFoto: Folha de Pernambuco

Olá, leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar!

O sentar-se ao redor da mesa na ceia do natal já é tradição, não pode deixar de ter o peru, o chester, as castanhas, o arroz com passas, os gratinados, a rabanada, tudo muito delicioso; no réveillon temos o bacalhau, o pernil suíno e os espumantes. Mas, depois de uma noite de glutonaria vem o peso na consciência, na balança e na barriga: é o empachamento estomacal pós festas. Mas é possível se divertir, curtir com a família e amigos a época mais harmoniosa do ano tendo o equilíbrio necessário para não ter problemas de saúde.

O excesso de comida ou a junção de várias comidas pode levar a problemas estomacais, intestinais, diarreia e enxaqueca. A maionese, por exemplo, quando em estado de má conservação, por causa da bactéria salmonela, pode levar a uma infecção generalizada no indivíduo. Os principais sintomas da salmonelose são dores abdominais, diarreia, calafrios, febre, náuseas, vômitos e mal-estar de 12 a 72 horas após a ingestão do alimento contaminado.

Álcool - O excesso de álcool pode baixar a glicose no sangue e ter a glicemia, podendo levar à pessoa ao desmaio. O fígado é o órgão humano mais afetado pelo álcool. O reunir-se à mesa no natal e final de ano tem que ser algo prazeroso e que não deixe a pessoa no outro dia com problemas de saúde. O velho ditado somos o que comemos reflete bem as festas de confraternização. Alimentos processados e embutidos também devem ser evitados.

Carnes - As comidas típicas da época podem ser consumidas com moderação e tem nutrientes essenciais ao corpo humano. O peru é uma carne branca saudável, com alto índice de proteína, além de fibras e pode ser consumida por pessoas que estão com colesterol alto. O chester é um frango geneticamente modificado na Escócia, sendo uma espécie com 70% formado por coxas e peitos, ao contrário do frango comum: 45%. O pernil e o tender, que são carnes nobres do porco, também são recomendados, além do bacalhau, só tendo o cuidado de tirar o sal do peixe deixando o mesmo mergulhado em água por, no mínimo, 24 horas na geladeira e trocando a água duas vezes: é o processo de dessalga.

Castanhas e Passas - As oleaginosas (castanhas e nozes) são tradicionais da época e ricas em gorduras boas que fazem bem ao coração. Pelo alto índice de energia, devem ser consumidas com moderação. A castanha-do-Pará é muito saudável, tem selênio, que é um ativador da glândula tireóide. As uvas-passas, também tão tradicionais no arroz, melhoram o fluxo digestivo, prevenindo infecções, diminui a acidez no corpo por causa do potássio e magnésio.

Hidratação e Sucos – manter-se hidratado é fundamental para deixar os rins funcionando adequadamente. Como a época é bastante quente se requer um cuidado redobrado. Água, pelo menos dois litros por dia, água de coco e sucos são fontes de hidratação. O soro caseiro, em caso de desidratação, é bastante aconselhado. Os sucos de abacaxi, uva, morango e laranja são os mais indicados para melhorar a digestão.

Preparação e Armazenamento - O preparo do alimento é muito importante para conservar os nutrientes. De preferência consumir legumes e verduras in natura. Carnes deverão ser cozidas, preferindo os assados e grelhados em relação aos fritados. Ter cautela com os gratinados. São dicas pontuais, mas, essenciais para poder viver muito bem esse momento em família. Engordar, aumentar o colesterol, adquirir gordura no fígado (esteatose), são processos contínuos. Em uma noite a pessoa não vai adquirir essas mazelas. Equilíbrio e prudência são importantes. Se passou dos limites é voltar ao foco no outro dia. O popular RO (Resto de Ontem), que é guardar o restou da comida para o outro dia, tem que ser realizado com prudência. O alimento refrigerado deverá sair da temperatura ambiente o mais rápido possível. Os alimentos quentes e que não foram levados ainda à refrigeração deverão ser colocados para congelar ou resfriar assim que terminar o banquete. Batata inglesa, arroz, queijo do reino, apresuntados, maionese, refrigerantes são ricos em calorias, portanto, devem ser consumidos moderadamente. Preferir alimentos com baixo teor de sódio e gorduras saturadas. As ervas e especiarias como manjericão, orégano, noz-moscada, açafrão podem substituir o sal em algumas receitas. A rabanada está liberada em duas porções na noite de Natal e uma fatia pequena de cerca de 80g do panetone de frutas.

Busque sempre a sua melhor versão. Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado com informações sobre saúde e bem-estar. Obrigado e até o próximo encontro.

Rafael Coelho

e-mail: contato@rafaelcoelho.med.br
Instagram: @rafaelcoelhomed
Facebook: /rafaelcoelhomed

* Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran). Atende em consultório particular. Atua nas seguintes áreas: Emagrecimento, Hipertrofia, Longevidade, Performance Esportiva, Distúrbios Metabólicos, Bioimpedância. Pautas para Jademilson Silva – Jornalista - DRT: 3468 Email: contato@jademilsonsilva.com

PÍLULAS

Centro de Emagrecimento será inaugurado no Recife em 2019
Recife, em 2019, ganhará Centro de Emagrecimento e Performance Humana, denominado Centro Ressence, que vai trabalhar de forma multidisciplinar com médico, nutricionista e treinador. Será no RioMar Trade Center, em fevereiro.

Centro Ressence

Centro Ressence


Violência obstétrica no Brasil
As maternidades brasileiras vivem duas realidades opostas: de um lado, o crescimento do parto humanizado; de outro, as denúncias de violência obstétrica e de negligências no atendimento. O Brasil tem uma das mais altas proporções de cesarianas do mundo: 55% dos nascimentos são por via cirúrgica. Na rede particular, esse número salta para 83%, nos informa o médico Alberto Guimarães.

Áreas verdes em condomínios
Pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi) aponta que o mercado imobiliário de alto padrão está se destacando no país, crescendo a um ritmo de 20% ao ano. Nesse tipo de moradia, as áreas verdes são apontadas como fatores diferenciais na hora de fechar negócio. Seja para filhos pequenos ou adolescentes, as áreas de lazer são importantes para o desenvolvimento e interação deles. Por isso, na hora da família escolher o local onde morar, a infraestrutura é um dos aspectos decisivos. Estudos apontam que a prática de esportes e brincadeiras aumentam o desempenho das crianças em sala de aula, pois possibilitam o desenvolvimento do raciocínio lógico e memória, além desses espaços serem ótimas opções para encontrar amigos, vizinhos e evitar o sedentarismo.

DOSE DE SAÚDE

Consultor Fitness Sandro Dias está na retrospectiva do “Dose de Saúde”
Minha dose de saúde é viver intensamente todos os dias, horas, minutos e segundos que Deus nos proporciona em terra. Acredito que todos que estão presentes tem a sua missão de vida, e tenho como missão de vida cuidar das pessoas com os melhores recursos que tenho, levo comigo a proeza de educar e acompanhar as pessoas a evoluir sua edição física e mental, aprimorando e cuidando do próximo mostrando que pôde-se viver melhor quando passa a cuidar melhor do seu corpo. Sandro Dias é profissional de Educação Física.

Sandro Dias, profissional de Educação Física

Sandro Dias, profissional de Educação Física

O BEM FAZ BEM

Doação de óculos em Caruaru
Em parceria entre as secretarias de educação e saúde de Caruaru, óculos estão sendo fornecidos, gratuitamente, nas escolas da zona rural do município.

BULA

Áreas de lazer são importantes em condomínios
Por conta das altas temperaturas no final do ano, é preciso que os cuidados com a pele sejam dobrados para evitar os efeitos nocivos dos raios solares, fator tido como uma das causas principais do aumento nos índices de tumores de pele entre a população brasileira. Dados do Instituto Nacional de Câncer revelam que o câncer de pele corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no Brasil. Para o biênio 2018/2019, a estimativa é de que serão esperados mais de 165 mil novos casos. Os melanócitos e queratinócitos (células da pele) são os principais envolvidos no processo de fotoproteção e quando expostos ao Sol podem aumentar em número e tamanho. O câncer de pele ocorre quando há um crescimento anormal e excessivo dessas células que compõem a pele e pode ser de dois tipos: melanoma e não-melanoma. Em geral, as pessoas tendem a relacionar o câncer de pele exclusivamente ao melanoma. Contudo, 95% dos casos de tumores cutâneos identificados no Brasil são classificados como não-melanoma, um índice que está diretamente relacionado à constante exposição à radiação ultravioleta (UV) do Sol. Por isso, é preciso estar atento aos sinais de alerta. Os principais sinais e sintomas de câncer não-melanoma são a presença de lesões cutâneas com crescimento rápido, ulcerações que não cicatrizam e que podem estar associadas a sangramento, coceira e algumas vezes dor e geralmente surgem em áreas muito expostas ao Sol como rosto, pescoço e braços. Igor Montenegro, oncologista da Oncoclínica Recife (unidade Grupo Oncoclínicas).

Oncologista Igor Montenegro

Oncologista Igor Montenegro

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: