Saúde e Bem-Estar

Rafael Coelho

ver colunas anteriores
Sono regulado é importante para a saúde
Sono regulado é importante para a saúdeFoto: Andrea Piacquadio/Pexels

Olá leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar

Pesquisas indicam que a baixa qualidade do sono também é fator importante para o aumento da obesidade. No período noturno, a serotonina, que é o hormônio do bem-estar, se transforma em melatonina, responsável pelo sono reparador. Nesse estágio do sono, as células conseguem mobilizar gorduras de forma adequada. Devido ao estresse e vida intensa, o brasileiro dorme mais tarde e também não tem horário para dormir. Isso gera desequilíbrio hormonal e as pessoas acordam mais cansadas e não reparam o sono.

Dicas para um sono reparador:

-Adote horários regulares de sono

-Procure dormir sempre no mesmo horário, inclusive no final de semana.

-Evite dormir por longos períodos durante o dia

-Quer tirar um cochilo? Faça até 30 minutos.

-Faça atividade física pela manhã ou à tarde

-Caso você já tenha dificuldade de dormir, evite fazer exercício físico à noite

-Evitar bebidas com cafeína à noite

-Bebidas estimulantes devem ser evitadas até cinco horas antes de dormir.

-Coma alimentos leves no jantar

-Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

-Apesar do primeiro efeito do álcool ser sedativo, depois de um tempo ele pode provocar agitação. Evitar o consumo de álcool até seis horas antes de dormir.

-Diminuir a exposição à luz durante a noite

-Ao escurecer, começamos a produzir melatonina — hormônio que ajuda nosso organismo a se preparar para dormir. Lâmpadas fortes, telas de computador, tablets e celulares podem atrapalhar a produção de melatonina, e devem ser reguladas ou evitadas durante o período noturno.

-Faça opção por atividades relaxantes à noite, feito pintar, ler, ouvir música, bordar

-Busque sempre a sua melhor versão. Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado com informações sobre saúde e bem-estar. Obrigado e até o próximo encontro.

Leiaa também:
Exercícios físicos durante a quarentena reduzem estresse e reforçam imunidade
Mortes por Covid-19 crescem mais entre pessoas com menos de 60 anos
Saiba onde o uso de máscaras é obrigatório no Brasil

Pílulas

Doação de Sangue

O número de doações de sangue diminuiu em meio à pandemia do coronavírus. O hemocentro passou a fazer o agendamento dos doadores por telefone. Os doadores do Grande Recife podem entrar em contato com a central de agendamento no telefone 0800-081-1535

Palavra do Especialista

Oftalmologista** faz reflexão sobre o Abril Marrom, mês de combate à cegueira

O Abril Marrom é uma oportunidade de chamarmos a atenção da população e das autoridades para a necessidade do acesso universal à saúde ocular e ao exame oftalmológico, que são fundamentais para a redução de casos de cegueira no Brasil e no mundo. O número de casos de cegueira que poderiam ser evitados é alarmante. Para se ter uma ideia, em seu primeiro levantamento global sobre o tema, a Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que aproximadamente 2,2 bilhões de pessoas vivem nessa condição. Divulgado em outubro do ano passado, o Relatório sobre a Cegueira mostrou que até 50% dos casos acontecem por não serem tratados a tempo. O problema é que muitas pessoas ainda resistem a procurar o oftalmologista, deixando para fazê-lo só quando sentem algum incômodo na visão. Isso é grave, porque muitas doenças são assintomáticas, enquanto outras se manifestam já em estágio avançado. Necessitamos salvar a visão de milhares de pessoas, alertando-as para a necessidade de consultar periodicamente o oftalmologista. Boa parte das doenças oculares têm tratamento e as que não têm cura, como o glaucoma, quando tratadas no início, podem ser controladas.


*Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico.

Email: [email protected]

Site: www.rafaelcoelhomed.com.br

Instagram: @rafaelcoelhomed.com

**Roberto Galvão Filho é oftalmologista, especialista em catarata refrativa e glaucoma no Instituto de Olhos do Recife - IOR

veja também

comentários

comece o dia bem informado: