Ao todo, 12 medicamentos são fornecidos pelo Sistema Único de Saúde
Ao todo, 12 medicamentos são fornecidos pelo Sistema Único de SaúdeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Sistema Único de Saúde (SUS) aumentou o fornecimento de medicamentos utilizados para evitar a rejeição de fígado transplantado em crianças e adolescentes, de 0 a 17 anos.

Conforme o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT), que orienta o cuidado relacionado ao transplante hepático pediátrico, poderão ser prescritos os imunossupressores basiliximabe, everolimo e timoglobulina.
De acordo com nota do Ministério da Saúde, os medicamentos já estavam sendo fornecidos pelo SUS. Leia também:
 Secretária de Saúde é presa pela PF suspeita de fraudes com remédios de uso controlado
Universidade Aberta do SUS disponibiliza cursos EAD gratuitos a profissionais da saúde
Educação, Saúde e Cidadania têm R$ 7,5 bi em verbas congeladas


Além desses, o SUS disponibiliza outros nove medicamentos o azatioprina, ciclosporina, metilprednisolona, micofenolato de mofetila, micofenolato de sódio, prednisolona, prednisona, sirolimo e o tracolimo.

Transplantes
Dados do Ministério contabilizam que no ano passado foram realizados 239 transplantes de fígado em crianças e adolescentes. Nos dois primeiros meses de 2019, foram realizados 32 transplantes pediátricos. Nove em cada dez casos de transplantes são custeados pelo SUS, que oferece assistência integral e gratuita. Em mais de 90% dos procedimentos, os resultados são positivos

O transplante de fígado é indicado para quem sofre com doenças hepáticas agudas ou crônicas irreversíveis e progressivas. No caso de crianças e adolescentes, as principais indicações de transplante são para casos de obstrução progressiva sem causa definida (atresia de vias biliares) e doenças metabólicas como, por exemplo, excesso de gordura no fígado (esteatose).  

veja também

comentários

comece o dia bem informado: