O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhões
O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhõesFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) inaugurou, nesta sexta-feira (22), no Recife, o Biobanco de Pesquisa, que proporcionará o desenvolvimento de novas técnicas de diagnósticos para o tratamento personalizado do setor de oncologia do hospital.

Os equipamentos realizarão a coleta e armazenamento de material molecular de tumores que será utilizado para fins de pesquisa e, consequentemente, de tratamento para pacientes com câncer.

Leia também:
Promovido pelo Hospital de Câncer, Natal dos Sonhos começa nesta segunda
Imip inaugura importante serviço de combate ao câncer nesta sexta
Um em cada seis homens tem câncer de próstata no Brasil, alerta Inca


Pioneiro no Nordeste, o serviço custou R$ 1,7 milhões, investimento realizado a partir de doações e dos cofres estaduais, através da Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco, que realizou um aporte de R$ 480 mil. O Imip realiza, em média, 30 mil quimioterapias por ano e é o único hospital do Estado habilitado como Centro de Assistência em Alta Complexidade em Oncologia (Cacon).

De acordo com a diretora de Pesquisa do Imip, Leuridan Torres, com os novos equipamentos, poderão ser agilizados os resultados de amostras complexas que atualmente demoram até três anos para ficarem prontas. “Com todos os dados clínicos do paciente, os pesquisadores poderão realizar as análises em até um ano, reduzindo o processo de tratamento das pessoas com câncer”, afirmou.

Ainda de acordo com Leuridan, os biobancos são uma prioridade internacional. “Eles auxiliam nas parcerias, pois conversam e fazem consensos, que aceleram o processo de descobertas que possam viabilizar os diagnósticos e tratamentos do câncer”, afirmou.

Segundo a superintendente geral do Imip, Tereza Campos, o grande benefício que essa nova estrutura oferece é a segurança de uma assistência com as especificidades para cada problema. “Esses equipamentos colaborarão com os profissionais de saúde na conduta terapêutica e de tratamento. Com isso, esperamos salvar mais vidas, reduzir os sofrimentos, prolongando uma assistência de qualidade”, contou.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, o biobanco marca um novo momento para a pesquisa em Pernambuco. “Através desses equipamentos, os pesquisadores poderão armazenar os materiais biológicos com qualidade, para que se possa ter o acompanhamento das amostras ao longo do tempo”, disse. “A SES estuda formas de ajudar no custeio de manutenção para garantir a longevidade desse espaço que vai beneficiar os pacientes do SUS”, completou o secretário.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que o câncer é a segunda causa de morte no Brasil e no mundo - atrás apenas das doenças cardiovasculares - com projeção para se tornar a primeira até 2030, com previsão de aumento de 50% nos números de novos casos.

O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhões
O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhõesFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Os equipamentos realizarão a coleta e armazenamento de material molecular de tumores que será utilizado para fins de pesquisa e de tratamento para pacientes com câncer
Os equipamentos realizarão a coleta e armazenamento de material molecular de tumores que será utilizado para fins de pesquisa e de tratamento para pacientes com câncerFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhões
O biobanco é pioneiro no Nordeste e custou R$ 1,7 milhõesFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Os equipamentos realizarão a coleta e armazenamento de material molecular de tumores que será utilizado para fins de pesquisa e de tratamento para pacientes com câncer
Os equipamentos realizarão a coleta e armazenamento de material molecular de tumores que será utilizado para fins de pesquisa e de tratamento para pacientes com câncerFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: