Feminicídio
FeminicídioFoto: André Nery/Arquivo Folha

Os feminicídios em Pernambuco caíram 23% em 2019 na comparação com 2018. As mulheres mortas por sua condição de gênero foram 57 no ano passado, 17 a menos do que no período anterior. Isso fez de 2019 o ano com a menor incidência de feminicídio desde que se definiu esse tipo criminal, em 2017. Considerando apenas o último mês de dezembro, o número de feminicídios permaneceu inalterado entre os dois meses, com cinco casos registrados. Os dados foram adiantados com exclusividade pelo secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antonio de Pádua, em entrevista à Rádio Folha 96.7 FM.

Para a gestora do Departamento de Polícia da Mulher (DPMul), delegada Julieta Japiassú, o maior desafio para combater esses crimes é levar educação para a população, sobretudo para os homens. "Nossa cultura é machista e de superioridade do masculino sobre o feminino. E mudar essa ideia de posse do homem em relação a mulher. Temos que atuar na base para transformar essa realidade", disse. Ela ressaltou que a queda nas estatísticas é resultado do trabalho integrado com outras esferas de Governo do Estado, no sentido de oferecer às mulheres políticas públicas que permitam quebrar o ciclo de violência.

Leia também:
Pernambucanos desenvolvem plataforma para combater violência contra a mulher
Cresce em 15% as medidas protetivas solicitadas nas Delegacias da Mulher de Pernambuco


Levando em consideração os homicídios cujas vítimas eram do sexo feminino recuaram 18,2% em 2019 na comparação com 2018, ao cair de 242 para 198 casos. Esse é o menor patamar desde que os homicídios passaram a ser contabilizados na atual metodologia, em 2004. Considerando apenas o último mês de dezembro, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) de mulheres apresentaram queda percentual ainda maior, da ordem de 36,45%.

Esses homicídios tinham chegado a 22 em dezembro de 2018, tendo caído para 14 no período equivalente do ano seguinte. Outro crime cujas ocorrências baixaram foi o de estupro, ao atingir -17,5% em dezembro isoladamente (de 200 para 165) e -12,14% na analogia entre 2018 e 2019 (de 2.751 para 2.417).

Estado reduz homicídios em 16,9%
Pernambuco terminou o ano de 2019 com redução de 16,9% dos CVLIs em relação a 2018, caindo de 4.173 para 3.466. É a marca mais baixa dos últimos cinco anos, tendo sido maior apenas que os 3.434 contabilizados em 2014, segundo a SDS. O ano passado também atingiu a segunda menor taxa de homicídios por 100 mil habitantes desde a implantação do Pacto pela Vida (PPV), em 2007. Tal índice chegou a 35,64, tendo sido superado somente por 2013 (34,13), considerado o melhor ano do PPV.

Em entrevista à Rádio Folha 96.7 FM, o secretário Antonio de Pádua comemorou os dados. "Dezembro de 2019 já tem números que são melhores, inclusive, do que dezembro de 2014. Ou seja, vem trazer um número que já fica bem próximo do melhor momento do Pacto Pela Vida que foi 2013. É um número que nos deixa muito animados para trabalhar cada vez mais e em 2020 a gente consiga alcançar o melhor resultado do Pacto Pela Vida", disse.

Doze cidades, incluindo o distrito de Fernando de Noronha, passou o ano passado sem qualquer ocorrência de morte violenta. Entre os 184 municípios pernambucanos, a capital foi a que mais reduziu os homicídios em números absolutos em 2019. Os CVLIs caíram de 601, em 2018, para 493 em 2019. Seguindo a tendência de outros anos, em todo 2019 cerca de dois terços (66,68%) dos homicídios tiveram relação com o tráfico de entorpecentes e outras atividades criminosas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: