O hábito de consumir produtos naturais
O hábito de consumir produtos naturaisFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

Incluir produtos naturais na rotina é uma tarefa desenhada como complicada, na maioria dos casos. Em meio ao mar de produtos semi-prontos e prontos, vendidos nos supermercados, apartar o desejo pelo fácil e embalado é uma atividade de reeducação. Cores, sabores e texturas são mais importantes que a praticidade, quando tratamos de benefícios para a saúde. Feiras livres, espaços agroecológicos e mercados orgânicos, na perspectiva de consumir produtos mais naturais, voltaram a fazer parte do cotidiano de quem busca um melhor sortimento no consumo.

De acordo com a nutrição, a variedade na alimentação faz com que tenhamos uma melhor qualidade de insumos necessários para o melhor funcionamento do corpo.

"Os alimentos são divididos em seis cores: marrom, branco, vermelho, amarelo/alaranjado, roxo e verde. Quem consegue consumir os alimentos com variedade de cores?", questionou a nutricionista Erica Costa. Ela explicou que se uma pessoa consegue variar entre as cores dos alimentos, provavelmente ela terá uma melhor nutrição. "Se variamos nas cores dos alimentos, cada um deles cumpre uma função no nosso organismo. O que a industrialização faz hoje é dispor o mesmo tipo de comida, cor, para todo mundo", comentou.

Leia também:

Sobre os alimentos altamente processados, Erica conta que muitos deles possuem pouca subsistência. "Alimentos bem industrializados, todo alimento que leva muito conservante, muito corante, muito flavorizante, alimentos que sofrem muita industrialização não são indicados para as pessoas. Eles são práticos, mas nocivos. Se você olha um rótulo, você as vezes percebe que alguns tem um ou dois alimentos, o resto é conservante, produto químico", contou. Para ela, atentar para o rótulo dos alimentos precisa virar costume.





Alcione Moraes, 70 anos, consome produtos naturais e orgânicos há mais de dez anos. A prática, que se iniciou por causa de algumas alergias do esposo, hoje faz parte da rotina. "Ele não pode consumir conservantes ou agrotóxicos. Então, nos tornamos consumidores assíduos de orgânicos. Com o tempo, percebemos a diferença na qualidade de vida dele e na minha família toda, que ficou mais saudável", contou. Ela atentou, especialmente, para a variedade de feiras agroecológicas encontradas atualmente. "Graças a Deus essas feirinhas se multiplicaram, por que não tinha. Antes tínhamos que correr atrás de produtos, ainda assim faltavam muitos", explicou.

[PODCAST] Jota Batista conversa no Canal Saúde com a nutricionista Érica Costa.

Da mesma forma que Alcione, João Martins Alvez, 73, consome produtos naturais em feiras orgânicas. De acordo com João, a variedade de produtos da época, faz da feira um melhor local para comprar produtos que ele usa para uma forma de medicina alternativa. "A gente tem que usar mais esses produtos verdes, naturais. Aqui eu encontro produtos que uso de remédio, com sucos e chás", explicou.

A mudança comportamental de quem passa a busca os alimentos saudáveis movimenta a economia local, segundo João. Feiras agroecologicas podem ser encontradas na busca do site da Prefeitura do Recife e, em todo Pernambuco, o Centro Sabiá conta também com uma lista de locais e horários de funcionamento das feiras.

O hábito de consumir produtos naturais
O hábito de consumir produtos naturaisFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
José Martins faz compras de produtos naturais semanalmente
José Martins faz compras de produtos naturais semanalmenteFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
Erica Costa, nutricionista
Erica Costa, nutricionistaFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: