Nova aplicação do Enem já tem datas e horário

O Inep informou que enviou SMS e e-mail para todos os inscritos. Para os cofres públicos, a nova aplicação custa R$ 10.512.564,33.

Armando Monteiro Neto (PTB), senador e pré-candidato ao Governo do EstadoArmando Monteiro Neto (PTB), senador e pré-candidato ao Governo do Estado - Foto: Ricardo Labastier/Divulgação

 

Para quem vai fazer a segunda aplicação do Enem, que acontece nos dias 3 e 4 de dezembro, os cartões de confirmação com o local de prova já estão disponíveis para consulta. Os 277.624 candidatos, dos quais 17.155 são de Pernambuco, devem acessar a página do participante, na internet, ou pelo aplicativo de celular Enem 2016. O Inep informou que enviou SMS e e-mail para todos os inscritos. Para os cofres públicos, a nova aplicação custa R$ 10.512.564,33.
Do total de candidatos dessa edição, 3,21% foram afetados pelas ocupações de escolas e instituições de ensino superior em protesto contra a PEC 55, antiga PEC 241, que vai congelar gastos do Governo Federal afetando setores como a educação. Na segunda aplicação, 98,5% (273.521 candidatos) fazem o Enem em nova data, em decorrência das ocupações, e 1,45% (4.103) em consequência de contingências relacionadas,

principalmente problemas de infraestrutura como interrupção temporária do fornecimento de energia elétrica. Em Pernambuco, 520 candidatos deixaram de fazer prova por causa das contingências.
Minas Gerais, com 72.302 participantes, Paraná, com 43.617, Bahia, com 37.927, e Espírito Santo, com 23.486 candidatos, são os locais de prova com maiores contingentes em dezembro. A segunda aplicação apenas não é feita no Acre, Amapá, Amazonas e em Roraima, que conseguiram sediar o exame normalmente em novembro.
Expectativa
O estudante André Cardoso, que pretende cursar engenharia civil na UFPE, não recebeu informação nenhuma do Inep por SMS. Ele foi um dos estudantes que teve o local de prova, na UFRPE, ocupado durante os protestos estudantis. Ficou sabendo da liberação do cartão de inscrição no colégio e agora faz o exame na Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire), no Centro da Capital. “Eu estava vindo com um foco legal e um bom ritmo de estudos, mas com as festas de formatura e finalização de período letivo a gente perde um pouco da concentração, dá uma relaxada. Mesmo assim estou tranquilo”, conta.
O esquema da segunda aplicação é semelhante ao da primeira, mas difere no conteúdo das provas para garantir a isonomia do processo. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília. As provas começam às 13h30. No primeiro dia, os candidatos têm quatro horas e 30 minutos para responder a 90 questões das áreas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias; no segundo dia, são cinco horas e 30 minutos para as provas de redação, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

 

Veja também

Homem é espancado por grupo de pessoas em confusão por som alto no Janga, em Paulista
Violência

Homem é espancado por grupo de pessoas em confusão por som alto no Janga, em Paulista

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista
Entrevista

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista