Nova etapa do Parque Capibaribe deve começar em março de 2017

Evento foi realizado na margem do rio no bairro das Graças para apresentar a nova etapa do projeto

Pintura em parede ?s margens do rioPintura em parede ?s margens do rio - Foto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco

O Parque Capibaribe aproveitou o proximidade do Dia do Rio, comemorado no próximo dia 24, para apresentar o que será feito na nova etapa do projeto, entre as pontes da Torre e da Capunga, na Zona Norte do Recife. Na tarde deste domingo (20), o projeto foi apresentado às margens do rio, ao final das ruas das Pernambucanas, no bairro das Graças.

O edital do novo trecho das Graças deve ficar pronto ainda este ano e será executado a partir de março do próximo ano. Serão dezoito meses de obras que incluem 900 metros com pier, deck, ponte, gramado e refúgio para capivaras.

O local também deverá ter um trecho exclusivo para pedestres e via compartilhadas para carros e bicicletas. Segundo Leonardo Melo, biólogo do InCiti UFPE, grupo de estudo que faz parceria com a Secretaria de Meio ambiente e Sustentabilidade da Prefeitura do Recite, essa é a possibilidade de as pessoas chegarem no rio.

"Os moradores fizeram um movimento contra um projeto de construção de quatro vias de rolamento para carros porque querem uma cidade para respirar mais, uma cidade para pessoas. Esse projeto é uma união da academia, comunidade e gestão municipal.', afirmou Leonardo Melo. O projeto para carros custaria R$ 58 milhões, enquanto, segundo a Secretaria de Meio Ambiente, ele passou a custar R$ 28 milhões no edital que prevê a revitalização do Capibaribe das Graças.

Neste domingo, o evento - que se estende até o início da noite - teve exposição do projeto, pintura em parede, fotografias e guloseimas sendo vendidas próximo. BArqueBarqueiros que atuam no rio aproveitaram a ocasião também para oferecer passeio no Capibaribe até a altura do Derby.

Esta etapa é a segunda do projeto Parque Capibaribe, que pretende transformar os 30 km de margens do rio na cidade em uma via-parque, visando a elevar a taxa de área verde pública, que hoje é de 1,2 m² por habitante, para 20 m² por habitante em 2037, quando o Recife completa 500 anos. Do projeto, apresentado há pouco mais de três anos, até agora só saiu do papel o Jardim do Baobá, localizado também no bairro das Graças. A ideia prevê ações num raio de 500 metros a partir de cada margem, o que resulta em uma área de influência de 7.250 hectares. Assim, abrange 35 bairros, atingindo 400 mil habitantes do Recife.

 

Veja também

Em ofensiva contra aborto, governo estabelece em diretriz o direito à vida desde a concepção
Aborto

Em ofensiva contra aborto, governo estabelece em diretriz o direito à vida desde a concepção

Suspeito de matar ator de 'Chiquititas' e os pais dele fez documento falso no Paraná, diz polícia
Crime

Suspeito de matar ator de 'Chiquititas' e os pais dele fez documento falso no Paraná, diz polícia