SAÚDE MENTAL

O que é surto psicótico que fez ator de Star Wars ser internado

Jake Lloyd foi diagnosticado há 17 anos com esquizofrenia paranoica

O ator Jake Lloyd, de 35 anos, passou por complicações de saúde mental O ator Jake Lloyd, de 35 anos, passou por complicações de saúde mental  - Foto: Redes sociais/Reprodução

O ator Jake Lloyd, de 35 anos, foi internado em reabilitação, nos Estados Unidos, após complicações envolvendo sua saúde mental. Ele ganhou popularidade ao interpretar a versão mais jovem de Anakin Skywalker, um dos personagens da franquia Star Wars.

O que é um surto psicótico?
O surto psicótico é um estado mental temporário no qual uma pessoa sofre dissociação, uma desconexão temporária do indivíduo com a realidade em que ele está vivendo. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), os sintomas mais comuns são:

ansiedade;

agressividade;

dificuldade de comunicação;

perda da noção de tempo e espaço;

comportamento catatônico (ficar parado sem qualquer reação);

e rápidas oscilações de emoções e de humor, como medo, euforia, pânico e raiva.

De acordo com o relato da mãe do ator, Lisa Lloyd, Jake começou a apresentar dúvidas sobre o que era a realidade em 2006. A partir de disso, a família procurou especialistas e ele recebeu o diagnóstico de esquizofrenia paranoica no ano seguinte.

— Jake começou a ter alguns problemas no ensino médio. Ele começou a falar sobre 'realidades'. Ele não sabia se estava nesta realidade ou em uma realidade diferente. Eu realmente não sabia exatamente o que dizer sobre isso. Ele dizia não saber em que realidade estava. Não sei em que realidade estou — ela contou em entrevista ao Scripps News.

Por que Jake foi internado?
Em março de 2023, ele sofreu um "surto psicótico total" após após o falecimento da irmã mais nova, Maddison, de acordo com o relato de Lisa. Jake desligou desligou o carro no meio de uma rodovia com três pistas e depois de ser parado pela polícia, foi internado em um hospital.

Meses depois, o ator foi transferido para um programa de internação em um centro de reabilitação de saúde mental, onde está se recuperando.

— Ele está muito melhor do que eu esperava. Ele está se relacionando melhor com as pessoas e se tornando um pouco mais sociável, o que é muito bom. É como ter mais do velho Jake de volta, porque ele sempre foi incrivelmente sociável até se tornar esquizofrênico — contou a mãe.

O que causa a esquizofrenia?
De acordo com o professor sênior do Departamento de Psiquiatria da USP e coordenador geral do Programa de Esquizofrenia do Instituto de Psiquiatria da universidade, Hélio Elkis, além da teoria que envolve alterações no sistema glutamatérgico, a hipótese principal hoje é de que a esquizofrenia seja ligada à produção da dopamina, a chamada teoria dopaminérgica.

— Os sintomas psicóticos, como os delírios, alucinações, são explicados por um aumento exagerado da dopamina, sobretudo em áreas do sistema límbico. Enquanto os sintomas negativos, que é a pouca bondade, o pouco afeto, são justificados por uma redução da dopamina em áreas frontais. Esse é o modelo que dizemos ser mais consensual — diz o especialista.

Ele explica que ambos os sistemas interagem entre si, então os dois podem estar envolvidos. No entanto, a grande missão é não apenas confirmar o papel desses mecanismos, como descobrir o que provoca esses desequilíbrios em primeiro lugar. Ele conta que trabalhos com gêmeos, que compartilham o mesmo DNA, mostram que não é um diagnóstico 100% genético.

Veja também

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho
Eletrobras

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina
Fuga

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

Newsletter