SAÚDE

O tempero de cozinha que pode ser a chave para preservar a memória na velhice; saiba qual

Ele é seguro e eficaz no tratamento de doenças degenerativas ligeiras a moderadas

O tempero de cozinha que pode ser a chave para preservar a memória na velhice; saiba qual O tempero de cozinha que pode ser a chave para preservar a memória na velhice; saiba qual  - Foto: Johan Puisais/Pixabay

A perda de memória é um sintoma associado ao envelhecimento, caracterizado por um esquecimento incomum, onde a pessoa afetada tem dificuldade em lembrar eventos recentes ou acessar memórias passadas. Essa deficiência pode interferir nas atividades diárias e piorar com o tempo.

Embora alguns alimentos possam prejudicar a função cerebral, como os alimentos ultraprocessados, outros apresentam propriedades benéficas para a capacidade cognitiva. Entre eles estão o salmão (rico em ômega 3) e as frutas vermelhas (ricas em flavonoides e antioxidantes essenciais).

No entanto, a cozinha espanhola oferece-nos um ingrediente excepcional para proteger o cérebro do envelhecimento: o açafrão. Esta especiaria, comumente utilizada em pratos como paellas, ensopados e sopas, demonstrou ao longo dos anos ter propriedades medicinais.

 

Um estudo publicado no Journal of Clinical Pharmacy and Therapeutics investigou os efeitos do extrato de açafrão em pacientes com doença de Alzheimer leve a moderada. Durante 16 semanas, foram administradas duas doses diárias de 15 miligramas de extrato de açafrão com estigmas de flor de açafrão e melaço, anteriormente utilizado como remédio natural para melancolia e depressão.

Os resultados mostraram uma melhoria significativa na função cognitiva em comparação com o placebo. Os investigadores concluíram que, pelo menos a curto prazo, o açafrão é seguro e eficaz no tratamento de doenças degenerativas ligeiras a moderadas que causam perda de memória.

Veja também

Os antigos egípcios podem ter realizado uma cirurgia cerebral para remover câncer há 4.000 anos
ciência

Os antigos egípcios podem ter realizado uma cirurgia cerebral para remover câncer há 4.000 anos

A dois meses das eleições na Venezuela, cresce incerteza sem observação da UE
mundo

A dois meses das eleições na Venezuela, cresce incerteza sem observação da UE

Newsletter